Fonte: OpenWeather

    INFRAESTRUTURA


    Mais de 12 quilômetros de drenagem são realizadas em ruas de Manaus

    Foram 12.363 quilômetros de extensão de redes recuperadas e implantadas na cidade, visando resolver os incidentes causados pelos rompimentos de tubulações antigas

     

    A Seminf também intensificou a implantação e a restauração de cerca de 30 quilômetros de drenagem superficial
    A Seminf também intensificou a implantação e a restauração de cerca de 30 quilômetros de drenagem superficial | Foto: Osmar Neto / Arquivo Seminf

    MANAUS (AM)-  Em nove meses de administração do prefeito David Almeida e do vice-prefeito e secretário municipal de Infraestrutura, Marcos Rotta, foram executadas mais de 600 frentes de obras de drenagem profunda nos bairros da capital, totalizando 12.363 quilômetros de extensão de redes recuperadas e implantadas na cidade.

    As obras visam resolver os incidentes causados pelos rompimentos de tubulações antigas, prejudicadas pela ação do tempo e pelo grande número de construções irregulares e ligações clandestinas.

    Grandes vias sofreram intervenções emergenciais, como a avenida João Valério, no trecho entre as avenidas Djalma Batista e Constantino Nery, na zona Centro-Sul, que teve a tubulação rompida, gerando uma grande cratera na via.

    A obra emergencial de substituição de 30 metros de drenagem profunda contou com uma verdadeira força-tarefa da Seminf, com 210 servidores trabalhando ininterruptamente, em três turnos, nos 17 dias de obra.

      Na avenida Torquato Tapajós, no bairro Flores, zona Centro-Sul, o rompimento da rede de drenagem provocou o afundamento da via.  

    A intervenção durou cerca de 72 horas, com a implementação de uma nova rede com 20 metros de extensão, toda em aduelas de concreto, formando uma galeria moderna, para dar a vazão correta às águas pluviais.

    De acordo com o vice-prefeito e secretário municipal de Infraestrutura, Marcos Rotta, a falta de manutenção nas redes de drenagem na cidade em vários pontos da capital e as construções irregulares em cima das tubulações são os responsáveis pelos rompimentos.

    "

    A gestão David Almeida veio para mudar a vida das pessoas que sofriam com a falta de manutenção nos bairros. Estamos investindo em novas tecnologias e materiais de qualidade, em concreto armado, mais resistentes a grandes volumes de água, que darão a segurança de um serviço mais duradouro "

    Marcos Rotta, secretário municipal de Infraestrutura

     

    No conjunto Parque das Laranjeiras, bairro Flores, zona Centro-Sul de Manaus, 400 metros de novas tubulações em concreto armado e a construção de 60 caixas coletoras foram implantados, dando a vazão correta ao fluxo de água, evitando alagamentos, que eram constantes naquela área.

    Na rua Nove da comunidade Parque Eduardo Braga, bairro Nova Cidade, na zona Norte da capital, a Seminf implanta 230 metros de extensão de uma rede de drenagem profunda, com a construção de sete caixas coletoras de efluentes pluviais, o que resolverá o problema dos alagamentos na área.

    Nesses nove meses de administração, a Seminf também intensificou a implantação e a restauração de cerca de 30 quilômetros de drenagem superficial, o que engloba meio-fio e sarjeta, além de 15 quilômetros de calçadas.

    *Com informações da assessoria 

    Leia mais:

    Rede de drenagem profunda é implantada no Viver Melhor 4

    Após risco de desmoronar, obras revitalizam rip-rap no Mestre Chico

    Marcos Rotta diz que obra para conter erosão no Mauazinho é definitiva

    Comentários