Fonte: OpenWeather

    Obras


    Ramal Nova Esperança recebe obras de trafegabilidade no AM

    Os trabalhos para deixar o ramal trafegável vão permitir a continuidade dos serviços oferecidos no sítio Mundo Azul

     

    O ramal fica no município de Manacapuru
    O ramal fica no município de Manacapuru | Foto: Diego Peres/Secom

    Manaus (AM)- O governador Wilson Lima acompanhou, nesta quinta-feira (13), o início dos serviços para deixar o ramal Nova Esperança novamente trafegável.

    O acesso à estrada é pelo quilômetro 62 da rodovia estadual AM-070. O governador anunciou, ainda, que o Estado está elaborando um projeto para pavimentação asfáltica de toda via com a instalação de sistema de drenagem.

    O ramal fica no município de Manacapuru, tem 6,5 quilômetros e está com a camada asfáltica completamente desgastada pela ação do tempo e das condições climáticas.

    De acordo com a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Região Metropolitana de Manaus (Seinfra), há problemas na base da estrada, que não possui sistema de drenagem, o que colabora para o desgaste da pista.

    "

    Nós estamos chegando com as máquinas para fazer um trabalho de recuperação, de tapa buraco. No período do verão vamos fazer um trabalho definitivo. Vamos trabalhar a base e sub-base e colocar o sistema de drenagem, o que é importante para a conservação da pista. E isso vai dar dignidade para quem mora aqui, garantir o escoamento da produção e o direito de ir e vir "

    Wilson Lima, governador.

    Ainda segundo a Seinfra, o projeto para a completa pavimentação está em elaboração e haverá terraplanagem, drenagem, pavimentação e sinalização.

    Com a obra, o Estado irá beneficiar 500 famílias que vivem em comunidades no entorno do ramal: comunidades Bom Jardim; São Raimundo; Indígena Rosa Vermellha; Rei David; Nossa Senhora do Perpétuo Socorro (lago); Nossa Senhora do Livramento (Paru); e Vale da Benção.

    Os trabalhos para deixar o ramal trafegável vão permitir a continuidade dos serviços oferecidos no sítio Mundo Azul. Em novembro de 2019 o espaço foi aberto para a visitação do público em geral com acolhimento especial de pessoas com deficiência (PCDs).

    Ao dar início aos serviços de reparo na via, o governador visitou o sítio, que proporciona contato com animais e natureza. O espaço recebe público de cerca de 400 pessoas por mês em média, aos sábados, domingos e feriados.

    No sítio Mundo Azul, todos os colaboradores são voluntários. O espaço conta com dois psicólogos, uma pedagoga, uma fonoaudióloga, dois educadores físicos e uma especialista em múltiplas deficiências, que dão suporte terapêutico. Há, ainda, cinco monitores, um caseiro e profissionais do restaurante que moram na comunidade.

    Leia mais:

    Modernização da AM - 070 incentiva setor primário e turismo 

    Produtores rurais da BR-174 recebem rações para peixes e aves 

    Moradores de Iranduba pedem fim de lixão irregular