Fonte: OpenWeather

    Auxílio


    Defensoria inicia atendimento de vítimas do incêndio em Manaus

    A Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM) disponibilizou as unidades de atendimento da instituição como pontos de coleta de donativos, além de sua sede administrativa, para as vítimas do incêndio em Manaus

    A ação do Ônibus Itinerante da Defensoria Pública do Estado vai beneficiar centenas de pessoas | Foto: Divulgação

    Manaus - O programa Defensoria Itinerante iniciou nesta terça-feira (18), o atendimento das vítimas do incêndio do bairro Educandos, Zona Sul de Manaus, para a emissão da segunda via de documentos do registro civil, como carteira de identidade e registro de nascimento. O programa, que disponibiliza atendimento com um ônibus, esteve no local nesta terça, e retornará nesta quarta-feira (19), para atendimento das 8h às 15hs. 

    A defensora pública Juliana Lopes, responsável pelo programa, explica que as pessoas podem procurar o ônibus, que está identificado, onde receberão um ofício solicitando a emissão da segunda via do documento, seja para os cartórios, caso a pessoa saiba em qual foi o que emitiu seu documento ou para a Corregedoria do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJA-AM).

    O incêndio de grandes proporções que deixou centenas de famílias desabrigadas na noite da última segunda-feira (17), no bairro Educandos. Diante da tragédia, a Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM) disponibilizou as unidades de atendimento da instituição como pontos de coleta de donativos, além de sua sede administrativa.

    A ação do Ônibus Itinerante da Defensoria Pública do Estado vai beneficiar pessoas como a dona de casa Kely Regina Amaral, de 38 anos, que disse ter ficado apenas com a roupa do corpo após o incêndio. “Consegui só a xerox do meu RG em uma escola que estudei”, comentou ela. No momento do incêndio, ela e o marido estavam em casa. Os cinco filhos escaparam da tragédia porque passam férias na casa da avó.

    Pela manhã, o defensor público Arlindo Gonçalves visitou o prédio anexo da Igreja Batista Constantinópolis, no bairro Educandos, local cedido à Prefeitura de Manaus para prestar atendimento às vítimas do incêndio. O espaço está sendo usado por órgãos do Município para fazer uma espécie de triagem, de modo que cada vítima seja atendida dentro da sua necessidade mais urgente. 

    O defensor Arlindo Gonçalves ainda avalia medidas judiciais que podem ser tomadas, se necessário for, para acelerar a concessão de benefícios às famílias.

    A Defensoria Pública também estará orientando as pessoas sobre o acesso ao auxílio-aluguel, que é um benefício de competência da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos e que consiste na prestação mensal do valor de R$ 300,00 para auxiliar no pagamento do aluguel de moradia, no caso de locação, ou na obtenção de outra residência.

    *Com informações da assessoria.

    Leia mais:

    Moradores lamentam perdas e esperam reconstruir vidas após incêndio

    Manauaras se unem em prol das vítimas do incêndio - Veja como ajudar

    Saiba os locais de doação para as vítimas do incêndio em Manaus