Fonte: OpenWeather

    Ramal Bandeirantes


    Moradores de ramal denunciam empresa por destruição da área

    De acordo com eles, a empresa responsável por um areal estaria destruindo o acesso ao ramal com seu maquinário pesado

    O ramal vem sendo destruido pela empresa e dificultando o tráfego na região
    O ramal vem sendo destruido pela empresa e dificultando o tráfego na região | Foto: Reprodução

    Manaus - Moradores do Ramal Bandeirantes, situado no KM 23 da BR-174 procuraram o portal EM TEMPO para denunciar uma empresa focada no ramo de extração de areia. De acordo com as denúnicas, a empresa supostamente estaria destruindo a via com a passagem de maquinário ao longo do dia. 

    Segundo eles, a empresa opera com caminhões-caçambas para transportar areia. ''Diariamente, caminhões-caçambas trafegam por aqui, destruindo o ramal com o peso de seus maquinários e trazendo dificuldade para a vida dos moradores da região, que não conseguem trafegar pelo local'', relatou o morador denunciante.

    Os veículos costumam ficar presos no local, trazendo dificuldade a quem passa
    Os veículos costumam ficar presos no local, trazendo dificuldade a quem passa | Foto: Reprodução

    O morador também informou que uma tragédia pode acontecer por imprudência do dono da empresa. ''Temos idosos e crianças aqui na região. Com a situação atual da via, se ocorrer alguma emergência, morrerá aqui dentro por não ter como se sair. Reclamamos com a empresa e eles falam que não estão nem aí para a situação, que se quisermos, que corramos atrás de uma solução, pois o dono da empresa já afirmou pouco se importa'', comentou o morador.

    Ainda de acordo com ele, não existem providencias sendo tomadas atualmente. ''Já solicitamos ao órgãos competentes uma visita no local e providencias a serem tomadas, que foram veementemente ignoradas. Alguns, chegaram a vir ao local, prometeram mudanças mas não resolveram nada'', argumentou.

    O ônibus escolar não consegue mais chegar na região, prejudicando o ano letivo das crianças que lá residem
    O ônibus escolar não consegue mais chegar na região, prejudicando o ano letivo das crianças que lá residem | Foto: Reprodução

    Para ele, até mesmo as atividades letivas das crianças da comunidade vem sendo prejudicadas pelo descaso da empresa. ''As crianças podem acabar perdendo o ano letivo pois não conseguem chegar na unidade de ensino, tendo em vista a locomoção ser impossível, recebendo faltas e perdendo o conteúdo trabalhado pelos professores'', finalizou ele.

    A reportagem do EM TEMPO entrou em contato com órgãos da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) e Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra) para esclarecimentos acerca de obras na região mas até o momento de publicação da matéria não houve retorno.

    Leia Mais

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Morador denuncia empresa que destrói ramal na AM-010

    Vítimas de incêndio no Educandos ameaçam manifestação contra Governo