Fonte: OpenWeather

    Código de Trânsito Brasileiro


    Vídeo: projeto de Bolsonaro que altera leis de trânsito chega à Câmara

    Entenda quais são as medidas polêmicas que dividem a população e os especialistas

    Veja reportagem | Autor: Bárbara Mitoso/TV Em Tempo

    Manaus - O projeto de modificação do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) começou a tramitar na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Federal, em Brasília. Ele divide opiniões e críticas dos especialistas. No Brasil, mais de 42 mil pessoas morrem em acidentes de trânsito por ano. No Amazonas, entre janeiro de 2018 a abril deste ano, 414 pessoas foram vítimas fatais.

    No último sábado (8), um acidente envolvendo um veículo e um ônibus do transporte coletivo, próximo ao bairro Santa Etelvina, na Zona Norte de Manaus, deixou uma criança de 12 anos gravemente ferida. Na tarde da última segunda-feira (10), um homem morreu atropelado por um caminhão coletor de lixo. O acidente foi no conjunto Canaranas, bairro Cidade Nova, também na Zona Norte da capital.

    Conheça as mudanças

    Estacionar em local proibido, avançar o sinal vermelho, não usar o capacete ou o cinto de segurança são as infrações geradas durante as fiscalizações.

    Multas variam de média para gravíssima, em que o condutor pode perder de 4 a 7 pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Agora, se somar 20 pontos, ele pode perder a carteira. Isso pode mudar caso o novo projeto de lei apresentado pelo presidente Jair Bolsonaro seja aceito.

    Entre as mudanças previstas pelo projeto estão:

    • aumento no limite de pontos para perder a CNH para 40;
    • aumento da validade da carteira de 5 para 10 anos;
    • fim da obrigatoriedade de cadeirinha e assento de elevação para crianças;
    • fim da proibição de crianças com menos de 10 anos no banco da frente;
    • fim da exigência para que departamentos de trânsito credenciem clínicas para emissão de atestado de saúde para renovação de CNH;
    • e o fim da exigência de exame toxicológico para motoristas profissionais;
    • No item mais polêmico da proposta, os motoristas profissionais como os caminhoneiros vão ser dispensados do exame toxicológico. Segundo o presidente Jair Bolsonaro, o projeto deve flexibilizar normas que estão desatualizadas, mas para o especialista de trânsito Haniery Mendonça todas as mudanças propostas impactam de forma negativa. O projeto de lei deve ser discutido na Câmara Federal ainda esta semana.

    Veja a reportagem completa da TV Em Tempo:

    Veja reportagem | Autor: Bárbara Mitoso/TV Em Tempo
     

    Edição: Isac Sharlon

    Leia mais:

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Motociclista morre em acidente de trânsito no bairro Flores

    Entorno da Constantino Nery terá nova alteração no trânsito

    Assista mais vídeos da TV Em Tempo