Fonte: OpenWeather

    Libras


    Seped já realizou 2.176 serviços com intérprete de libras

    Número se refere às ações de tradução ou interpretação, durante os cinco meses de 2019

    2.176 atendimentos prestados | Foto: Zeca Barcellos/Seped

    Manaus- Um dos serviços que a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Seped) oferece é o de tradução/interpretação de libras. Só este ano, já foram 2.176 atendimentos prestados em favor da comunidade surda.

    As pessoas com deficiência auditiva podem ter o acompanhamento de um intérprete em consultas médicas, audiências judiciais, entrevistas de empregos, dentre outros serviços.

    Para conseguir o auxílio do intérprete, é necessário, além do cadastro na Seped, que a pessoa com deficiência faça a solicitação do agendamento no setor de Atendimento da secretaria, com até 48 horas de antecedência. A Seped está localizada na rua Salvador, Adrianópolis.

    “Já requisitei o serviço e foi muito útil, consegui me fazer entender em uma audiência, e o resultado foi bom para todos. Queria parabenizar a Seped pelo atendimento e, também, por mostrarem os serviços que podemos ter aí”, falou Luciana Celeste.

    Inclusão

    Saindo dos serviços que são realizados de forma mais trivial, a Seped foi surpreendida com um pedido bem inusitado nos últimos dias. A solicitação de um intérprete de libras para o acompanhamento de um surdo em um curso de Design de Moda.

    O pedido partiu do jovem Marcos Pontes, de 32 anos. Apaixonado por moda desde a infância, ele coleciona modelos de vestidos desenhados por ele e sonhava em se profissionalizar na área.

    “Desde pequeno ele tem habilidade para desenhar vestidos lindos, mas não tínhamos condições de custear um curso para ele. Conseguimos por meio de um programa de TV e, aí, surgiu este outro obstáculo”, falou a mãe de Marcos, Maria Pontes, sobre a dificuldade na comunicação entre professora e aluno durante as aulas de moda.

    O curso de Marcos terá a duração de seis meses e, durante este período, os intérpretes da Seped se revezarão na ida às aulas do futuro estilista para que não haja quaisquer barreiras comunicacionais que impeçam o jovem de alcançar o sonho.

    “Passamos por muitas situações atuando nessa área, sabemos de histórias que nos entristecem, nos emocionam, nos fazem refletir. É muito bom poder contribuir com eles”, disse o intérprete da Seped, Rick Pierre.

    *Com informações da assessoria

    Leia mais:

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Justiça Federal veta leilão do prédio da Santa Casa de Misericórdia

    FPS viabiliza R$ 4,5 milhões para ações socioassistenciais no Amazonas