Fonte: OpenWeather

    Arquivo de investigação


    Vídeo: MPF arquiva investigação sobre PRF contra ativistas em Manaus

    Veja no vídeo: O MPF arquivou investigação que apurava a conduta de policiais rodoviários federais contra ativistas sociais que preparavam protesto durante a visita do presidente Jair Bolsonaro, no mês de julho, em Manaus

    Assista a reportagem | Autor: Patrícia de Paula / TV Em Tempo

    Manaus-Ministério Público Federal (MPF) no Amazonas arquivou a investigação que apurava a conduta de policiais rodoviários federais contra ativistas sociais que preparavam protesto durante a visita do presidente Jair Bolsonaro no mês de julho.

    Na ocasião três policiais rodoviários federais fortemente armados entraram na sede do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Amazonas (Sinteam) , e trataram rispidamente a secretária. Eles informaram que cumpriam ordem do Comando Militar da Amazônia para obter informações sobre o protesto.

    O ativistas sociais abriram um processo pedindo ao MPF-AM que levasse adiante a investigação porque estavam em pleno direito de cidadania, pois o protesto era de conhecimento de todos depois da divulgação do dia, local e horário.

    Despacho de arquivamento

    No despacho de arquivamento, o procurador Henrique de Sá Valadão Lopes afirmou que a apuração demonstrou que "os gentes rodoviários agiram no estrito cumprimento do dever legal e que atuação da polícia não se deu de forma clandestina ou arbitrária, uma vez que os agentes rodoviários ingressaram na sede do Sindicato e buscaram dialogar diretamente com as lideranças do movimento , esclarecendo, a princípio, o motivo da presença deles no local" 

    O procurador não esclarece, contudo, porque os policiais mentiram ao informar que estavam a serviço do Exército. A informação foi negada em nota oficial por parte do Comando Militar da Amazônia (CMA).

    Assista à reportagem da TV Em Tempo:

    Assista a reportagem | Autor: Patrícia de Paula / TV Em Tempo