Fonte: OpenWeather

    Polêmica


    Vídeo: extinção de cobradores do transporte coletivo divide opiniões

    Os usuários do transporte coletivo de ônibus da cidade estão preocupados com a possibilidade da saída dos cobradores. A segurança é o principal questionamento.

    Assista a reportagem | Autor: Mariana Rocha/ Tv Em Tempo

    Manaus- O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Manaus (STTRM), Giovanci Oliveira anunciou em assembleia geral no sindicato no dia 6 de junho que haveria diminuição do quadro de cobradores como medida para a redução de assaltos nos coletivos da cidade. 

    A polêmica em torno da extinção do cargo de cobradores têm dividido opiniões. Mesmo com o acordo no Ministério Público do Trabalho (MPT-AM), os rodoviários prometem deflagrar greve caso os cobradores sejam retirados.

    Aproximadamente três mil cobradores atuam no transporte público em Manaus. A ideia do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Amazonas (Sinetram) é substituir esses profissionais por um sistema 100% de bilhetagem eletrônica, ou seja, sem dinheiro em espécie nos ônibus.

    A possível saída dos cobradores causou revolta nos rodoviários, que no domingo (4), recolheram vinteônibus que estavam sem a atuação desses profissionais. Depois de muita discussão houve um acordo no MPT-AM, mas a categoria está de sobreaviso.

    Mesmo após o acordo firmado, os rodoviários temem a extinção do cargo de cobrador e garantem que se houver ônibus nas ruas sem cobradores, vai ser deflagrada uma greve geral do transporte coletivo aqui na capital. A justiça do trabalho diz que se houver a mudança os motoristas devem ser remunerados por acúmulo de função.

    Assista à reportagem da TV Em Tempo:

    Assista a reportagem | Autor: Mariana Rocha/ Tv Em Tempo