Fonte: OpenWeather

    cirurgias eletivas


    HUGV realiza neurocirurgias para desafogar o HPS João Lúcio

    O HPS João Lúcio cede um microscópio eletrônico para o HUGV realizar os procedimentos

    O HPS João Lúcio cede um microscópio eletrônico para o HUGV | Foto: Divulgação

    Manaus- A Secretaria de Estado de Saúde (Susam) e o Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV) iniciam, a partir desta segunda-feira (23), uma parceria na qual o hospital vai absorver as cirurgias eletivas (agendadas) em pacientes da neurologia. Com isso, espera-se desafogar o Hospital Pronto-Socorro (HPS) João Lúcio Machado, na zona leste, onde esses procedimentos, mesmo não sendo urgência, vinham sendo realizados.

    Com a parceria, o HPS João Lúcio cede um microscópio eletrônico para o HUGV realizar os procedimentos, bem como os demais materiais necessários para os procedimentos. Em contrapartida, o HUGV atende os pacientes que dão entrada no HPS João Lúcio e ficam internados aguardando o procedimento.

    Segundo o secretário estadual de Saúde, Rodrigo Tobias, a medida ajuda na reorganização dos serviços da rede pública de saúde, com vistas a melhorar a assistência aos usuários do SUS. "Será um ganho, pois diminuirá o tempo de espera para a realização da cirurgia e nos ajuda a desafogar o João Lúcio, que fica reservado aos procedimentos de emergência", destacou Rodrigo Tobias.

    Neste domingo (22), dois pacientes do João Lúcio estão sendo transferidos para o hospital universitário.

    De acordo com a gerente de Urgência e Emergência da Susam, Maximina Malagueta, o HUGV, que tem o programa de residência médica em neurocirurgia, estava sem o microscópio eletrônico, o que estava comprometendo a realização de alguns procedimentos neurocirúrgicos. “É um ganho para a rede de saúde”, disse. Segundo ela, a rotatividade dos leitos, maior número de cirurgias de urgência no HPS João Lúcio, menor tempo de espera para cirurgias eletivas em ambas unidades e otimização de recursos são os pontos positivos da parceria.

    Fluxograma

    Para a realização do procedimento, o paciente ainda terá como porta de entrada o HPS João Lúcio, onde também, com a indicação de cirurgia fará os exames pré-operatórios. Assim, uma equipe de residência do Getúlio Vargas e o preceptor vão até o João Lúcio para verificar o paciente que está na vez para ser operado e se é necessário algum material específico. Em seguida, o HPS transfere o paciente para o HUGV 24 horas antes da cirurgia, onde permanecerá até a alta hospitalar.

    *Com informações da assessoria