Fonte: OpenWeather

    Caravana BR-319


    OAB e CREA cruzam a BR-319 em apoio à reconstrução da estrada

    Entidades realizam a caravana em defesa da estrada que liga o Amazonas ao restante do País

    Os integrantes da caravana devem percorrer 615 quilômetros até Humaitá
    Os integrantes da caravana devem percorrer 615 quilômetros até Humaitá | Foto: Divulgação

    A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/AM) e o Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (CREA/AM) reuniram técnicos, engenheiros e advogados, membros da ‘Comissão em defesa da BR-319’ e estão percorrendo toda a extensão da estrada, visitando comunidades adjacentes e participando de audiências em Câmaras Municipais, para chamar atenção para a importância da pavimentação da rodovia para o estado do Amazonas e para a Região Norte do Brasil. Também participam da Caravana advogados do Estado de Roraima.

    A caravana saiu de Manaus na tarde de sexta-feira (27) e o percurso inclui pernoite no Castanho-Am. Neste sábado (28), a caravana segue para até Humaitá, onde pernoita.

    No domingo (29), haverá um encontro entre as Seccionais da OAB no Amazonas, Roraima, Rondônia e Acre, autoridades, comunitários, empresários e demais interessados, na Câmara Municipal de Humaitá, para deliberar sobre a BR-319 e consequente elaboração do Manifesto de Humaitá em favor da BR-319. 

    Ainda no domingo, está previsto para acontecer uma carreata pela cidade até o trecho de ligação da BR-319 e BR-230. Na segunda-feira a caravana retorna para Manaus.

    Participantes

    Participam da Caravana pela OAB-AM e Comissão de Defesa da BR-319, da seccional, os advogados Flávio Candido, vice-presidente da comissão, Marcos Maurício, Ida Márcia e Carlos Augusto. 

    O Crea/AM levou engenheiros e técnicos. Entre eles Afonso Lins Júnior, presidente do CREA AM, Marcelo de Almeida, membro da diretoria do Crea/AM, Rubelmar Maia de Azevedo, Rafael Assayag, Audinei Lima Leite, conselheiro suplente, Marcelo Grama, César Campos, Samara Roriz, Waldo Guimarães, Leandro Ribeiro Monteiro e Mair Jesuíno dos Santos.

    O advogado Marcos Maurício explica que essa é a segunda vez que eles percorrem a BR-319 e que a cada nova comunidade vencida, o movimento em prol da pavimentação total da estrada ganha mais fôlego.

    “Nós temos a convicção de que essa estrada, muito em breve, nos trará prosperidade, tanto servindo para o transporte de pessoas como para fazer circular bens de consumo, barateando os produtos que só chegam a Manaus, via aérea”, finalizou Marcos.

    A BR-319, oficialmente nominada como Rodovia Álvaro Maia e também conhecida como Rodovia Manaus–Porto Velho, possui 885 quilômetros de extensão. Os integrantes da caravana devem percorrer 615 quilômetros até Humaitá.