Fonte: OpenWeather

    Resultado


    Concurso elegeu melhor receita regional da alimentação escolar

    Carlem Maressa dos Santos Leal foi a grande campeã da disputa

    O resultado saiu neste domingo (6) | Foto: Bruno Zanardo/Secom

    Manaus- A manipuladora de alimentos Carlem Maressa dos Santos Leal, da Escola Estadual Homero de Miranda Leão, foi a grande vencedora da segunda edição do concurso “Melhores receitas regionais da alimentação escolar”. O resultado saiu neste domingo (6), durante a 41ª Exposição Agropecuária do Amazonas (Expoagro). A merendeira esteve na final com outros seis colegas de profissão com a sua porpeta de pirarucu, receita escolhida pelos jurados como a melhor da disputa. A campeã foi premiada com uma viagem para qualquer lugar do Brasil, onde poderá participar de um curso de capacitação escolhido.

    A competição foi realizada pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc-AM) e teve como objetivo valorizar o papel dos merendeiros da rede estadual, promovendo a alimentação regional saudável e adequada no ambiente escolar e mobilizando a comunidade acadêmica para a Educação Alimentar e Nutricional (EAN).

    Carlem Maressa foi a última a apresentar o seu prato, a porpeta de pirarucu, à banca de jurados e, coincidentemente, terminou a noite como primeira colocada. Bastante emocionada e ovacionada pela plateia, a manipuladora da EE Homero de Miranda Leão se disse surpresa com o resultado. “É uma receita simples, mas confiei muito no sabor. Temos que ser coerentes com o nosso trabalho, portanto me apoiei em três pilares: tempo, disponibilidade de alimentos e aceitação dos estudantes”, afirmou Carlem Maressa.

    A merendeira conta que tentou dar uma ‘cara’ nova ao pirarucu, peixe que faz bastante sucesso entre os seus alunos. “A receita não envolve muito pré-preparo, e busquei realmente enriquecê-la com outros itens, como a abóbora, sabendo que os estudantes podem ter acesso a esses produtos. Só por esse reconhecimento, já me achei vitoriosa. Nós, merendeiros, temos um trabalho muito importante, pois apresentamos e introduzimos uma alimentação mais saudável e regional a esses alunos. Eu amo o que faço e os trato (estudantes) como meus filhos”, finalizou a campeã.

    Sucesso

    O titular da Seduc-AM, Vicente Nogueira, destacou o empenho da secretaria e parabenizou o comprometimento dos profissionais pelo sucesso do concurso. “Muitos são os responsáveis para que pudéssemos estar comemorando, hoje [domingo], este sucesso. Em primeiro lugar, estão os nossos manipuladores, que aqui estão tendo o seu esforço e trabalho reconhecidos. Gostaria de parabenizar também os gestores, coordenadores distritais e parceiros pelo empenho. É necessário um conjunto enorme para tornar este momento festivo uma realidade para todos. Ano que vem tem mais!”, prometeu Vicente Nogueira.

    O presidente da Agência de Desenvolvimento Sustentável (ADS), Flávio Antony, foi um dos jurados da disputa e elogiou o alto nível dos pratos apresentados durante a final. “Estão todos  parabéns, tudo de altíssimo nível e excelente qualidade. E o melhor é saber que essas receitas vão para a mesa dos nossos estudantes. Como foi lembrado, aqui, muitos deles vão para a aula pensando na refeição, porque não têm o que comer em casa. Poder colocar algo de qualidade para esses alunos faz toda a diferença”, frisou Antony.

    Ele ressaltou, ainda, a oportunidade que os três primeiros colocados terão de visitar um lugar do Brasil e participar de um curso de capacitação: “Outro ponto que vale enfatizar é que esses merendeiros tiveram de trabalhar com alimentos que a própria ADS fornece, por meio do Programa de Regionalização da Merenda Escolar (Preme)”, concluiu.

    Premiação e jurados

    Os três primeiros colocados do “Melhores receitas regionais da alimentação escolar” ganharam uma viagem para qualquer lugar do país, onde terão a oportunidade de participar de um curso gastronômico. O restante dos participantes recebeu R$ 500, cada. Os pratos da finalíssima foram analisados por cinco jurados: Eliana Guedes (presidente da Avamseg), Flávio Antony (presidente da ADS), Breno Cabral (jornalista), Fabíola Borges (chef) e Mara do Socorro (nutricionista).

    Classificação final

    Após quatro dias de eliminatórias na 41ª Expoagro, a classificação final do segundo concurso “Melhores receitas regionais da alimentação escolar” ficou:

    1º - Carlem Maressa (porpeta de pirarucu), da EE Homero de Miranda Leão

    2º - Luiziane Lima (gratinado de pirarucu, cará e queijo coalho), da EE Marechal Hermes

    3º - Leonilda Ferreira da Silva (pirarucu desfiado a’leni com farofa de couve e arroz), da EE Márcio Nery

    4º - Denivaldo Teixeira (pirarucu à moda escolar), da EE Sérgio Pessoa

    5º - Valdemira da Silva (escondidinho virgiliano com sobremesa Arthur & Julieta); do Centro Educacional Arthur Virgílio Filho

    6º - Marcicleia Lima (macarronada de pirarucu ao molho branco de macaxeira), da EE Vicente Schettini

    7º - Alais Costa e Paula Andreia (charuto); da EE Benício Leão

    *Com informações da assessoria