Fonte: OpenWeather

    Reeducação em presídio


    Seap inicia curso de Elétrica Básica no CDPM 2

    Ao todo, 20 reeducandos participarão do curso, que será dividido em aulas práticas e teóricas.

    A capacitação, com carga horária de 160 horas, será realizada em três módulos por um período de 45 dias | Foto: Euzivaldo Queiroz/Seap

    Manaus - A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), por meio do Departamento de Reintegração Social e Capacitação (Deresc), iniciou, nesta segunda-feira (07), o curso de Elétrica Básica para os internos do Centro de Detenção Provisória de Manaus II (CDPM II), localizado no km 08 da BR-174 (Manaus-Boa Vista). O projeto terá a parceria do Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam), sob a coordenação da empresa cogestora Embrasil Serviços.

    Ao todo, 20 reeducandos participarão do curso, que será dividido em aulas práticas e teóricas. A capacitação, com carga horária de 160 horas, será realizada em três módulos por um período de 45 dias. Ao final, os reeducandos terão conhecimentos de instalações elétricas prediais, residenciais e comerciais de baixa tensão, compreensão de projetos elétricos de uma obra, obedecendo às normas técnicas regulamentadoras e ambientais e outros. A prática será posta dentro da própria unidade.

    O instrutor do Cetam, Sidney Negrão da Cruz, ressalta a relevância do curso ministrado aos reeducandos. “Estamos proporcionando um objetivo de vida para estas pessoas que, ao saírem da unidade prisional, possivelmente, entrarão no mercado de trabalho. Afinal, a profissão de eletricista requer bastante habilidade, conhecimento teórico e, principalmente, execução do serviço com segurança. É uma função que não permite erros. Portanto, me sinto privilegiado em passar esse conhecimento aos reeducandos”, comenta o instrutor do Cetam.

    Para o diretor da unidade, Lucas de Maceda, o objetivo do projeto é qualificar o reeducando para ser reinserido à sociedade com uma nova perspectiva de vida. “Conto com o empenho e dedicação de todos, pois o que estamos fazendo é para que de fato os internos se recuperem e para que nós não os vejamos reincidindo nos problemas que os trouxeram até aqui. Nós, bem como a sociedade, acreditamos na recuperação e, portanto, nosso intuito é o de prepará-los para o seu retorno à sociedade porque lá é que é o lugar de vocês”, opinou.

    O gerente de unidade da Embrasil Serviços, Eliel Correia Ferreira, destaca que o curso é o passo primordial para os reeducandos serem inseridos na sociedade. “Sem dúvidas, o curso terá uma importância significativa na vida dessas pessoas privadas de liberdade, que se tornarão exímios profissionais e serão bem aceitos na sociedade”, ressaltou.

    Para o interno Mário* (nome fictício), o curso é uma porta de oportunidade para que possam dar um passo adiante. “Somos pessoas trabalhadoras, espero que a sociedade sinta orgulho de nós”.

    Parceria

    A parceria entre a Seap e o Cetam tem como objetivo oferecer cursos de qualificação profissional pelo programa de Formação Inicial e Continuada (FIC), no intuito de que os reeducandos possam ser inseridos no mercado de trabalho após o término da sua pena.

    Oportunidade

    O curso de eletricista é a segunda oportunidade de profissionalização que os internos do CDPM 2 recebem, somente neste ano. O curso de Manutenção de Ar-Condicionado também já foi ministrado na unidade.

    *Com informações da assessoria