Fonte: OpenWeather

    Atendimento


    Atividades esportivas dos CAFs atenderam quase 13 mil pessoas

    As atividades para crianças e jovens no CAF André Araújo também fazem sucesso

    O Ceci Aparecida também é um dos locais de maior atendimento entre os Centros de Convivência | Foto: Mauro Neto e Divulgação

    Manaus - Buscando incentivar a prática de atividades física entre a população, a Secretaria de Estado de Educação e Desporto, atividades desportivas e de lazer nos Centros Estaduais de Convivência da Família e do Idoso (CAFs).  Em 2019, as sete unidades distribuídas nas Zonas Norte, Sul, Oeste e Centro-Oeste receberam 12.970 pessoas, totalizando 79.141 atendimentos entre crianças, adolescentes, adultos e idosos

    Atualmente, Manaus conta com os CAFs André Araújo, no bairro Raiz, zona sul; CAF 31 de Março, no bairro Japiim, também zona sul; Maria de Miranda Leão, situado no bairro Alvorada, Zona Centro Oeste; Centro Estadual de Convivência do Idoso (Ceci), localizado no bairro Aparecida, zona sul; Professora Teonizia Lobo de Carvalho, no bairro Mutirão, zona norte; Padre Pedro Vignola, situado no bairro Cidade Nova,  também zona norte; e Magdalena Arce Daou, no bairro Santo Antônio, zona oeste de Manaus.

    Nos sete centros são oferecidas para a população uma série de atividades esportivas como aulas de futsal, jiu-jitsu, natação, vôlei de areia e de lazer como hidroginástica, aulas de dança, funcional, pilates, entre outras. 

    Para o gerente de atividades esportivas dos CAFs, Piter Oliveira, 2019 foi um ano de reformulações nos Centros de Convivência, o que proporcionou maior abrangência nos atendimentos realizados. “Este ano melhoramos muito o nosso atendimento ao reorganizarmos os serviços que oferecíamos nos CAFs, o que gerou um impacto bastante positivo no número”, destacou.

    Melhoria da qualidade de vida 

    No CAF André Araújo, as aulas de futsal e de pilates foram algumas das mais procuradas e frequentadas ao longo do ano. De acordo com o professor de pilates Márcio Miyamoto, a procura pela atividade física foi grande principalmente entre os idosos, pelos benefícios que a prática proporciona na saúde dos praticantes.

    “A maioria dos idosos vem em busca do método justamente por trazer uma série de benefícios, como aumento da densidade óssea, melhoria da flexibilidade nas articulações e postura, aumento da capacidade respiratória e cardiovascular, proporcionando satisfação total aos praticantes”. 

    O professor ressaltou, ainda, que a prática diária de exercícios físicos provoca melhorias na capacidade funcional, no contato social e na saúde mental.

    Prova viva dos benefícios do pilates é a aposentada Edinaide Palheta, de 69 anos. Ela, que é paciente oncológica há quase oito anos, decidiu fazer as aulas para auxiliar no tratamento.

    “Eu já fazia pilates particular, então quando soube que o Centro oferecia, de forma gratuita, passei a fazer junto com a aula de ritmos, e está sendo maravilhoso. Pensei que fazer pilates traria um aumento da minha força muscular, já que o tratamento contra o câncer provoca um estresse muito grande, e a atividade me daria forças. E também tem a melhora da autoestima, de poder estar com as pessoas, rindo, conversando”, contou a idosa.

    Edinaide explicou que quando retirou a mama, ficou com medo de ter uma má postura e por isso também recorreu à atividade que, segundo ela, já trouxe resultados na melhoria da musculatura e respiração, além de ter proporcionado o ganho de peso, permitindo à idosa sair dos 32 para os 37,5 quilos.

    Incentivo ao esporte 

    As atividades para crianças e jovens no CAF André Araújo também fazem sucesso e um dos esportes preferidos da garotada é o futsal, que oferece aulas às quartas e sextas-feiras, sob a coordenação da professora Déborah Mendonça, que contou um pouco sobre o trabalho desenvolvido no local.

    “Começamos com poucos alunos, e a turma foi crescendo. Os garotos têm muito talento e estão melhorando a cada dia. Acredito que daqui algum tempo eles estarão despontando como atletas de alto rendimento e poderão, quem sabe, defender o Amazonas em competições fora do estado”, ressaltou.

    Aos 15 anos, Kauã Gabriel Fernandes sonha em ser jogador de futebol. Estudante do 9º ano na Escola Estadual Milburges Araújo, também no bairro Raiz, o jovem começou a frequentar as aulas de futsal há aproximadamente três meses, após tomar conhecimento da atividade por meio de um colega que já participava. 

    Kauã, que é natural de Goiânia e mora com o pai em Manaus, explicou que jogar bola funciona como uma forma de melhorar suas habilidades e fazer novas amizades. “Nas aulas pude aprender bastante e fiz vários amigos, e isso foi muito bom pra mim”, afirmou.

    Com atividades voltadas quase em sua totalidade para os idosos, o Ceci Aparecida também é um dos locais de maior atendimento entre os Centros de Convivência. Vale ressaltar que, além das atividades esportivas e demais ações oferecidas no local, foram criados eventos direcionados exclusivamente para esse público, como é o caso da ‘Sexta Dançante’, realizada todas as sextas-feiras para que os idosos e a comunidade possam se divertir e dançar ao som de vários ritmos.

    *Com informações da assessoria