Fonte: OpenWeather

    Prevenção


    Amazonas cria comitê para atender possíveis casos de coronavírus

    A implantação do Comitê tem como objetivo a execução coordenada de ações de prevenção e controle de epidemias

    A criação do comitê foi autorizada pelo governador Wilson Lima | Foto: Divulgação

    Manaus -  Após confirmação de casos suspeitos de coronavírus no Brasil, o Governo do Estado anuncia a implantação do Comitê Estadual de Resposta Rápida aos Vírus Respiratórios. Além do risco de transmissão da doença que iniciou na china, há o risco de proliferação de doenças virais por conta da sazonalidade das síndromes gripais associadas ao período chuvoso no Amazonas. 

    Coordenado pela Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), o Comitê Estadual conta com representantes da área de saúde das esferas federal, estadual e municipal, e foi implantado seguindo determinação do governador Wilson Lima de alerta máximo para as síndromes gripais. 

    “Determinei à Secretaria de Saúde e à FVS que intensifiquem a vigilância e as orientações na rede de saúde, para que fiquem em alerta e se antecipem nas orientações de prevenção. Não temos casos do novo vírus no Amazonas, mas é importante instalar o Comitê e monitorar as síndromes gripais, nos mantermos vigilantes e já fazer uma aproximação com os todos órgãos envolvidos no âmbito federal, municipal, para fortalecer as ações de prevenção e controle”, afirmou Wilson Lima. 

    O comitê conta com representantes da Secretaria de Estado da Saúde (Susam), FVS-AM, Fundação de Medicina Tropical Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), Secretaria Municipal de Manaus (Semsa-Manaus), Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Ministério da Saúde, Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Amazonas (Cosems-AM) e Hospital e do Pronto-Socorro Delphina Rinaldi Abdel Aziz, este  definido como o hospital de referência para atendimento de possíveis casos suspeitos de SRAG e em caso de ocorrência pelo Novo Coronavírus (2019-nCoV). 

    A implantação do Comitê tem como objetivo a execução coordenada de ações de prevenção e controle de epidemias por síndromes gripais nas redes de saúde pública e privada de atenção básica e especializada da capital e do interior, visando a agilidade na execução das ações de  notificação, registro, investigação, manejo e adoção de medidas preventivas, previstos no Plano estadual de vigilância de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e Síndrome Gripal (SG) para o surto sazonal de doenças respiratórias vivenciado atualmente no estado. 

    Adicionalmente, o Comitê atuará na preparação de respostas rápidas a uma possível ocorrência de casos de Novo Coronavírus, aplicando orientações do Ministério da Saúde definidas por protocolos da Organização Mundial de Saúde (OMS).   

    Sazonalidade

    A circulação dos vírus respiratórios em Manaus é monitorada semanalmente pela FVS-AM em unidades de saúde sentinelas, o que permite a intensificação das ações de prevenção.  Desde os primeiros dias de janeiro, esse monitoramento vem apontando a circulação ativa de vírus com Influenza B, Metapneumovírus, vírus sincicial respiratório e Adenovírus. 

    Segundo a diretora-presidente da FVS-AM, Rosemary Costa Pinto, o Governo do Amazonas emitiu alertas para toda a rede de saúde, reforçando, por meio de atualização profissional, os fluxos e protocolos que devem ser seguidos nos serviços de emergência, públicos e privados, da capital e do interior.

    Como parte do esforço para detecção precoce de casos de infecção humana pelo Novo Coronavírus, Rosemary informou ainda que a FVS, em parceria com a Anvisa, está orientando e conferindo os fluxos de protocolos internacionais de bloqueio sanitário junto à Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) e empresas que atuam no Porto de Manaus. 

    “Participamos, na segunda-feira (27/01), na Infraero, e no dia (28/01), na sede da Anvisa, de reuniões de alinhamento sobre a importância de se detectar caso suspeito de gripe em aeronaves ou embarcações, e a importância de notificação imediata aos órgãos de controle”, destacou ela. 

    A diretora salientou que, na próxima quinta-feira (30/01), representantes do Comitê Estadual de Resposta Rápida aos Vírus Respiratórios do Amazonas irão participar de reunião com os representantes das companhias aéreas da Infraero. “Essa reunião será para apresentar o cenário epidemiológico da circulação viral atual do Amazonas e a importância das medidas de proteção frente a um caso suspeito de infecção pelo Novo Coronavirus”, enfatizou.

    Recomendação 

    A FVS-AM informa que a rede de saúde se encontra abastecida com o antiviral indicado para o tratamento da influenza. O Ministério da Saúde recomenda que ele seja ministrado até 48h após o início dos sintomas. 

    A FVS-AM também alerta à população para o aumento esperado de casos de síndromes respiratórias nos primeiros meses do ano e reforça as medidas de prevenção e controle, como por exemplo, a lavagem frequente  das mãos com água e sabão, o uso de álcool gel a 70%, evitar contato com pessoas gripadas e lugares aglomerados, etiqueta da tosse (evitando-se tossir diretamente nas mãos, e sim na curva interna do braço), uso de lenços descartáveis, uso de máscaras, repouso adequado, boa hidratação, alimentação equilibrada,  entre outras.

    *Com informações da assessoria