Fonte: OpenWeather

    Resgate


    Corpo de homem é encontrado às margens de igarapé no São Raimundo

    Segundo os bombeiros, o corpo estava boiando na rampa de uma cervejaria na saída do igarapé do São Raimundo

    O corpo foi removido pelo IML
    O corpo foi removido pelo IML | Foto: Kennedson Paz

    Manaus - Um corpo de um homem, ainda não identificado, foi encontrado e resgatado na manhã desta quarta-feira (5), por volta das 10h30, boiando no Rio Negro, nas proximidades de uma cervejaria, na saída do igarapé do São Raimundo, Zona Oeste de Manaus.

    A vítima foi encontrada de bruços e em avançado estado de putrefação. O rosto do homem estava deformado, o que dificulta a identificação.

    Agentes do Departamento de Polícia Técnico Científica (DPTC-AM) coletaram dados que indiquem as causas da morte. O corpo foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML). 

    Investigadores da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) também foram acionados.

    Outros casos

    No dia 15 de janeiro, Casemiro Barbosa Serrão, de 48 anos, foi encontrado morto por volta de 9h em um igarapé na avenida Marquês da Silveira, no bairro Cachoeirinha, Zona Sul de Manaus. 

    Inicialmente a primeira suspeita da polícia é de que o caso seria morte natural. Segundo o delegado Fábio Silva, plantonista da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), contou que testemunhas informaram terem visto Casemiro cambaleando nas proximidades do igarapé e logo em seguida ele caiu.

    O delegado disse, ainda, que homem já estaria doente há algum tempo e teria procurado atendimento médico na noite anterior.

    Vanda Sales, ex-companheira da vítima, contou que Casemiro sempre saia cedo para caminhar nas proximidades do igarapé. “Ele sempre ia para essa área pois gostava do ar livre. Acredito que ele caiu mesmo após ter passado mal. Ele já estava doente”, disse.

    Após a retirada, o corpo será encaminhado ao IML para identificar a causa da morte
    Após a retirada, o corpo será encaminhado ao IML para identificar a causa da morte | Foto: Divulgação/CBMAM

    Em agosto do ano passado, o corpo do pedreiro Janderson Moisés Maciel de Mendonça, de 41 anos, foi encontrado boiando debaixo do assoalho do flutuante Rooney Brito, no lago Arrozal, no município de Urucurituba (a 218 quilômetros de Manaus). A vítima teria se afogado

    De acordo com o delegado Mário Melo, titular da 41ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), a polícia recebeu a informação da localização do corpo por meio de ligação telefônica.

    “Recebemos localização do cadáver no lago do Arrozal, Zona Rural do município, e a equipe se deslocou até lá e verificou de fato a existência do corpo embaixo do flutuante, que fica às margens do lago”, afirmou a autoridade policial.

    O delegado ainda confirmou que o corpo estava em estado avançado de decomposição. “Após a abertura do assoalho, a equipe de investigação conseguiu retirar o cadáver e encaminhar para o hospital da região, onde já foi submetido a perícia e foi constatado que a vítima morreu por consequência de afogamento”, concluiu Mário Melo.