Fonte: OpenWeather

    Conversa Franca


    Polo Avançado acelera resoluções de conflitos familiares no Amazonas

    O juiz Gildo Alves revela as ações desenvolvidas em 2019 e os planos para 2020

    Entrevista foi ao Programa Conversa Franca
    Entrevista foi ao Programa Conversa Franca | Foto: Em Tempo

    Manaus - Em entrevista ao programa Conversa Franca da WEB TV EM TEMPO, na última quarta-feira (5), apresentado pela jornalista Tatiana Sobreira, o juiz Gildo Alves comenta as ações desenvolvidas pelo Tribunal de Justiça do Amazonas com o Polo Avançado de Conciliação em 2019 e projeções para este ano.

    Polo Avançado

    Gildo Alves é um dos responsáveis pelo desenvolvimento do “Polo Avançado do Núcleo de Conciliação das Varas da Família”, projeto que atua como ferramenta de resolução de conflitos familiares relacionados a questões de pensões, divórcios, investigações de paternidade e outros. O juiz atua neste projeto há 15 anos, e nesse tempo teve a oportunidade de ver a ação progredir e se tornar uma política pública a partir da decisão do Conselho Nacional de Justiça.

    Juiz Gildo Alves
    Juiz Gildo Alves | Foto: Em Tempo

    O atributo característico de atuação do polo é o diálogo e a acessibilidade. As ações executadas são direcionadas para a população em situação de vulnerabilidade econômica e social tanto na capital quanto no interior. Segundo Gildo, o modelo tradicional vigente é ineficaz e isso despertou o desejo de mudança.

    Para ele, o sistema deve adotar um olhar humanizado, focando no diálogo, onde as pessoas possam protagonizar suas experiências sem delegações de terceiros. Além disso, salienta a necessidade de uma equipe multidisciplinar, com a presença de psicólogos e psiquiatras, que auxiliem na tomada de decisões dos juízes.

    Balanço 2019 e planos 2020

    No último ano, a equipe do juiz percorreu 17 comarcas (área em que um juiz desempenha sua jurisdição), onde movimentaram 16 mil casos, resolvendo definitivamente 9 mil destes. Ao comentar sua passagem por municípios do interior do Estado, ele revela com emoção que é difícil mensurar o ganho simbólico na vida de tantas pessoas.

    "

    A experiência mais humana que tive enquanto juiz em toda minha vida "

    Gildo Alves,

    Para 2020, Gildo Alves revelou que pretende instalar o Centro Judiciário no interior do Estado. O plano é ofertar cursos de capacitação para treinar mediadores. O público-alvo são alunos da área de diversas instituições como a Universidade do Estado do Amazonas, Centro de Educação Tecnológica do Estado do Amazonas (Cetam), Instituto Federal do Amazonas (IFAM) e Universidade Federal do Amazonas (UFAM) em parceria com Ministério Público. 

    Para entender melhor o serviço prestado, assista à entrevista na íntegra: