Apelo de mãe


Confundem meu filho com Erlon, o menino desaparecido, diz mãe de Enzo

A mãe relata que as pessoas olham para ela com desconfiança e pedem para ver se o filho tem a cicatriz que a criança desaparecida tem. As crianças possuem traços parecidos e quase a mesma idade

Gabriela Araújo teme pela segurança do filho pois as crianças são semelhantes
Gabriela Araújo teme pela segurança do filho pois as crianças são semelhantes | Foto: Reprodução

Manaus – Ter um filho de apenas dois anos desaparecido, há cinco dias, com suspeita de sequestro é um pesadelo que uma mãe vive hoje em Manaus. Outra verdadeira angústia que Gabriela Araújo está sofrendo há dias é ter o filho confundido com a criança sequestrada. Mãe do Enzo, de um ano de idade e quatro meses, no último sábado (8), usou as redes sociais pedir ajuda, pois estão confundindo o filho com Erlon Gabriel, considerando a semelhança física e nominal entre as crianças.

O desaparecimento de Erlon Gabriel, de apenas dois 2 anos, tem mobilizado a cidade de Manaus. A criança está sendo procurada desde a última quinta-feira (6). Ela brincava na frente da casa da família, na rua 7 da comunidade União da Vitória, no bairro Tarumã-Açú, Zona Oeste de Manaus.

Desesperada, a mãe conta nas redes sociais sobre o caso e esclarece que teme pela segurança do filho e da família. Gabriela registrou um Boletim de Ocorrência por medo de agressões.

“Venho aqui compartilhar com vocês sobre o caso do Erlon Gabriel, que ainda está desaparecido. Ontem, saí com meu filho Enzo, de um ano para  ir pra igreja, e muitas pessoas me olhando e me parando para ver se meu filho era ele. Muita gente me parando na rua, me olhando. Fizeram eu levantar a blusa dele para ver se ele tinha alguma cicatriz. Enfim, eu sei que estão todos à procura, eu também estou ajudando da forma que posso, mas meu filho tem só um ano de idade”, disse na postagem.

A mãe teme pela segurança do filho
A mãe teme pela segurança do filho | Foto: Reprodução

O medo e a insegurança não permitem com que Gabriela saia com o filho nas ruas da cidade, e isso fez com que ela reforçasse o apelo nas redes sociais para que encontrassem a criança desaparecida. “Estou com medo de sair na rua e levarem ele de mim. Tem gente mal que se aproveita da situação. Então, peço que compartilhem para mim por favor! Agradeço! Que encontrem logo esse pequeno, pois quero sair desse pesadelo. É constrangedor, a gente fica sem reação”, declarou a mulher temendo pela vida do filho. 

Na postagem, amigos comentam que a Enzo é semelhante a Erlon e compartilham em solidariedade à família de Gabriela. 

As buscas pela criança 

Jaiane Oliveira, tia de Erlon, não descarta a hipótese de sequestro. Segundo ela, o menino teria sido levado por um carro preto, modelo Gol. “Não descartamos nenhuma versão, já ouvimos de tudo - inclusive que ele havia sido sequestrado em um carro preto”, explicou.

A mãe da criança, Maria Dias, contou que, na ocasião, os vizinhos realizaram buscas pela área e pela casa, mas nenhuma pista foi encontrada. Um Boletim de Ocorrência foi registrado na Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca). O Ministério Público do Amazonas (MP-AM), por meio do Programa de Localização e Identificação de Desaparecidos (PLID), está auxiliando nas buscas.

As buscas pela criança continuam
As buscas pela criança continuam | Foto: Reprodução

Nesta segunda-feira (10), familiares, amigos e pessoas sensibilizados com a história se reunirão com cartazes, cartolinas e fotos da criança às 16h na Bola do Produtor, localizada na avenida Autaz Mirim, bairro Novo Aleixo, Zona Leste de Manaus. A família pede a participação de todos para trazer à tona casos de tráfico humano. 

Para qualquer informação sobre o paradeiro da criança, os familiares disponibilizam o número: (92) 99131 8119 e por meio do telefone da Depca (92) 3656-7445.