Fonte: OpenWeather

    Alarme Falso


    Fumaça em escola, causada por dedetização, assusta moradores em Manaus

    A fumaça que assustou os moradores do bairro São Jorge, na verdade, foi causada por um produto inseticida utilizado no combate a roedores, moscas, mosquitos e baratas

    Equipe dos bombeiros se mobilizou para a ocorrência
    Equipe dos bombeiros se mobilizou para a ocorrência | Foto: Suyanne Lima

    Manaus - O Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) foi acionado, no final da tarde desta segunda-feira (24), para atender uma ocorrência de princípio de incêndio na Escola Estadual General Sampaio, localizada na rua Benjamin Lima, bairro São Jorge, Zona Oeste de Manaus. No entanto, quando a equipe chegou no local, constatou que a unidade de ensino estava recebendo um serviço de dedetização.

    A fumaça que assustou os moradores da área, na verdade, era um produto inseticida muito utilizado no combate a roedores, moscas, mosquitos e baratas.

    A equipe do CBMAM relatou à reportagem que esse tipo de procedimento deveria ser informado com antecedência à corporação, justamente para evitar esse tipo de transtorno. Porém, a central de atendimento dos bombeiros não recebeu nenhum comunicado e acabou mobilizando uma equipe para a ocorrência. 

    Caso semelhante 

    No dia 20 de janeiro deste ano, o maior símbolo da cultura manauara, o Teatro Amazonas ficou coberto por uma fumaça que chamou a atenção de quem passava próximo ao monumento. As pessoas passaram a questionar se havia um suposto incêndio no prédio

    Momentos depois, o alívio. A assessoria de comunicação da Secretaria de Estado de Cultura do Amazonas informou que a fumaça também foi causada por um produto de dedetização.