Fonte: OpenWeather

    Coronavírus


    Manauaras começam a entender às normas preventivas de saúde

    Apesar da principal via de Manaus ainda ter grande fluxo, a população está mais consciente e começa a seguir as nomas de prevenção do Ministério da Saúde.

    Com o passar dos dias, os manauaras estão ficando cada vez mais conscientes | Foto: Naylene Freire

    Manaus (AM) - Aos poucos, a sociedade amazonense tem compreendido a importância das medidas de prevenção indicadas ao combate ao coronavírus pelo Ministério da Saúde. Nesta terça-feira (17), o EM TEMPO conversou com a população sobre o assunto prevenção e qual hábito foi mais fácil de adotar.

    O trânsito por exemplo, flui bem na cidade, mas a movimentação de pedestres ainda é grande, mesmo com a orientação de não sair para lugares com aglomeração de pessoas. As entrevistas aconteceram na avenida Djalma Batista, zona Centro-Sul de Manaus.

    O lugar escolhido para falar com os manauaras não foi em vão, como a avenida Djalma Batista é bastante movimentada, o intuito era observar se as pessoas estavam cumprindo com as normas de prevenção. O fluxo de carros e pedestres nesta terça, se mantinha parcialmente normal.

    O trânsito segue com fluxo normal na capital
    O trânsito segue com fluxo normal na capital | Foto: Naylene Freire

    Segundo os entrevistados, eles estão obedecendo as medidas de prevenção, como é o caso do morador do bairro Nova Cidade, Lúcio Santos. De acordo com Lúcio, não só ele mais sua família está seguindo as instruções do Ministério da Saúde.

    “Eu estou usando álcool em gel em casa e na empresa que trabalho. Evito  me expor muito a aglomerações de pessoas. Eu e minha família estamos tomando os mesmo cuidados. Devido a insegurança, observo o trânsito diferente. Acabo de sair da faculdade e eles disseram que a partir de amanhã não irá mais funcionar, algumas empresas também não estão funcionando devido a insegurança”, contou Lúcio.

    Falamos também com Alderir Silva, que trabalho como pedreiro na capital. Cristão, o homem conta como está se prevenindo juntamente com os fiéis da igreja onde congrega.

    Entrevista com Alderir Silva | Autor: Bianca Ribeiro
     

    “Olha eu fico em casa praticamente o dia todo, e só saio para ir a igreja. Fico mais distante das pessoas possíveis, para que não haja contato. Na igreja onde frequento também tomamos algumas medidas de prevenção. Vamos dirigir o culto sem microfones, para evitar contaminação. Não vamos nos cumprimentar e assistir ao culto distantes um dos outros. Arrumamos as cadeiras longe um dos outros para que não haja contaminação”, afirmou Alderir.

    Vale lembrar, que no Amazonas existem três casos em análise e monitorados pela Fundação de Vigilância em Saúde (FVS). Além de dois casos confirmados.

    Assista a reportagem.