Fonte: OpenWeather

    Doação


    Professor do AM pede ajuda em vakinha online para custear exames caros

    O professor conta que as fortes dores no peito e no abdômen começaram a surgir no final de 2019, enquanto ministrava aulas em um curso na capital amazonense

    Wanderson da Gama, de 38 anos
    Wanderson da Gama, de 38 anos | Foto: Divulgação

    Manaus - Amigos e familiares do professor Wanderson da Gama, de 38 anos, pedem ajuda por meio de uma vakinha online, para arrecadar fundos com objetivo de custear um procedimento de endoscopia aprofundado no intestino delgado - alertado por fortes dores no abdômen.

    O professor conta que as dores começaram a surgir no final de 2019, durante uma de suas aulas, e persistem diariamente. “No ano passando, enquanto eu dava aula, comecei a sentir um desconforto no peito esquerdo e também no abdômen. À época, não finalizei a aula por conta dessa dor. Fui ao pronto socorro, fiz alguns exames e de primeira os resultados não deram em nada”, comentou.

    Durante todo o processo, outras complicações surgiram dificultando o tratamento do professor. “Tive pedra na vesícula, onde achavam que era a causa da minha dor. Tive uma hemorragia digestiva e por último fiz endoscopia. Nesse recém-exame descobri que tinha uma esofagite grave, grau C, e uma úlcera no estomago, que causava a dor no peito. Fiz uma cirurgia, mas a dor continuou”, conta.

    Sem resultados muito positivos, o professor precisa fazer um procedimento mais detalhado chamado enteroscopia com duplo balão, espécie de endoscopia que chega a pontos mais distantes do intestino delgado, não coberto pelo Sistema Único de Saúde (SUS) ou por planos de saúde.

    “O médico me pediu um exame específico que se chama enteroscopia com duplo balão. É um exame caro, feito em centro cirúrgico, sob anestesia geral que acessa todo o intestino delgado, ou seja, mais de sete metros” diz o professor

    Segundo Wanderson, que pesquisou onde poderia fazer o exame solicitado, há apenas dois lugares que realizam o procedimento em Manaus. “Aqui, somente dois lugares fazem esse procedimento e o mais barato custa R$ 7 mil. Eu não tenho condições de arcar com esse valor. Conversando com família e amigos tivemos a ideia de fazer a vakinha para arrecadar o valor do exame e também para outros gastos, como cobrir consultas, medicamentos, biópsias e outros procedimentos mais complexos”

    “As minhas dores são fortes e diárias. Teve dia que acordei de madrugada sentindo uma dor insuportável. Nossa única saída foi essa, tentar fazer vakinha para arcar com tudo isso, pois são procedimentos que pelo SUS e Sisreg levam anos para que um paciente consiga fazer. 

    Para ajudar Wanderson, clique aqui.

    Se preferir, deposite ou transfira qualquer valor para a conta:

    Banco: Itaú

    Agência: 7857

    Conta Poupança: 014455-4

    CPF: 515.270.062-04

    Adryen Wanderson da Gama Feitoza