Fonte: OpenWeather

    Covid-19


    Cuidado! Saiba o que é 'Fake News' sobre o novo Coronavírus

    Com grande circulação de notícias falsas nas redes sociais é importante que a população esteja atenta para não compartilhá-las

    Saiba o que é Fake News sobre o novo coronavírus
    Saiba o que é Fake News sobre o novo coronavírus | Foto: Arte Desirée Souza

    Manaus – Todos os dias, muitas informações sobre o novo Coronavírus são divulgadas, tanto por redes sociais, quanto por sites oficiais. O problema é quando a notícia que deveria ajudar a população se perdem em tantas notícias falsas. Saiba quais as Fake News que estão circulando nas últimas semanas. 

    Teste em casa do Covid-19

    Está circulando nas redes sociais a divulgação de números para informar casos suspeitos. A informação segue dizendo que os profissionais da saúde farão os testes em casa. A Secretaria Municipal de Saúde de Manaus (Semsa) informa que pacientes que apresentam sintomas leves permaneçam em casa e aqueles que apresentam falta de ar, febres intensas e altas e tosse com persistência por mais de uma semana, devem procurar uma unidade de saúde para fazer o teste.

    A notícia de teste nas residências é falsa. Os cidadãos precisam ir até uma unidade de saúde
    A notícia de teste nas residências é falsa. Os cidadãos precisam ir até uma unidade de saúde | Foto: Reprodução

    Mortos em praça na China 

    A foto que circula nas redes sociais segue com um áudio que alarma dizendo que há centenas de corpos estendidos em uma praça pública. A imagem é verdadeira, mas o conteúdo não.

    A foto é verdadeira, mas é falso associá-la com casos de Covid-19
    A foto é verdadeira, mas é falso associá-la com casos de Covid-19 | Foto: Reprodução

    A foto foi um registro em março de 2014. O projeto de arte em Frankfurt, na Alemanha, foi tirada em memória das 528 vítimas do campo de concentração nazista durante a Segunda Guerra Mundial.  

    Bolsa Família

    Novamente as redes sociais são disseminadoras de falsas notícias. Desta vez a informação é de que beneficiários poderão sacar R$ 470 como plano emergencial. O valor é destinado, segundo a mensagem, para produtos de limpeza e prevenção contra o novo coronavírus.

    A informação de dinheiro liberado como plano emergencial é falsa
    A informação de dinheiro liberado como plano emergencial é falsa | Foto: Reprodução

    O Ministério da Cidadania se pronunciou e informou que a notícia é falsa e que todas as medidas serão comunicadas pelo site e canais oficiais. Recentemente, o Governo Federal incluiu 1,2 milhão de família ao programa. 

    Produtos da China com Coronavírus

    A informação é Fake. As informações que estão circulando nas redes sociais sobre não manipular objetos que são importados da China são falsas. O médico Dráuzio Varella respondeu nas redes sociais que o vírus só é transmitido entre humanos, o vírus que ficar mais de 24 horas fora de um corpo humano ou animal, morre.

    O Ministério da Saúde afirmou também que não há evidências comprovadas que produtos chineses tragam o coronavírus para o receptor. Não há riscos quanto ao assunto.

    Beber água quente 

    A mensagem enviada por redes sociais apresenta a notificação do Ministério da Saúde e sugere que para o combate ao coronavírus o cidadão precisa beber água quente e permanecer sempre com a garganta molhada.

    Na mensagem também há a recomendação do uso de Vitamina C, o que é descartado pelos especialistas, pois o grande consumo de Vitamina C pois podem causar gastrite e cálculo renal. 

    O Ministério da Saúde informou que a mensagem compartilhada é falsa e que reforça os meios já mencionados contra o Covid-19, sendo eles evitar locais com aglomeração de mais de cem pessoas, fazer o uso de álcool em gel e lavar as mãos regularmente. 

    Prender respiração por 10 segundos 

    O texto que também circula pelas redes sociais é de um autoexame rápido para saber se os cidadãos têm ou não o vírus. A mensagem indica prender a respiração por 10 segundos para saber se têm fibrose nos pulmões.

    A mensagem é falsa, pois o cidadão que tenha sintomas com frequência e por mais de uma semana, deve ir para uma unidade hospitalar e solicitar exames que comprovam ou não a infecção. 

    Vídeo de crianças com dor 

    O vídeo mostra crianças deitadas no chão, balançando as pernas e gritando. A mensagem que acompanha o vídeo diz que são crianças de uma cidade da China e “morrendo de dor por causa do Coronavírus”. O conteúdo é falso.

    O vídeo foi gravado em uma cidade na África do Sul. A crianças estão fingindo um ataque de bomba na escola como iniciação. O vídeo viralizou após um comentário no vídeo sobre a infecção por Covid- 19. 

    Vitamina C e limão

    O grande consumo de vitamina C pode trazer sérias consequências
    O grande consumo de vitamina C pode trazer sérias consequências | Foto: Bruna Oliveira

    A sugestão de que beber água morna com rodelas de limão é um meio eficaz para prevenir a infeção pelo coronavírus tem vindo a ser amplamente partilhada em texto nas redes sociais ao longo dos últimos dias. 

    De acordo com a evidência científica atual, beber água morna com limão não é um tratamento eficaz para o coronavírus nem ajuda na prevenção do contágio. A informação é falsa.

    O Ministério da Saúde orienta aos cidadãos como identificar notícias falsas: 

    1- Avalie a fonte, o site, o autor do conteúdo.

    Muitos sites publicadores de Fake News têm nomes parecidos com endereços de sites de notícias. Portanto, o leitor deve avaliar o endereço, verificar se o site é confiável e também ver se outros conteúdos do site também são duvidosos.

    2- Avalie a estrutura do texto

    Sites que divulgam Fake News costumam apresentar erros de português, de formatação, letras em caixa alta e uso exagerado de pontuação.

    3- Preste atenção na data da publicação

    Veja se a notícia ainda é relevante e está atualizada.

    4- Leia mais que só o título e o subtítulo

    Leia a notícia até o fim. Muitas vezes, o título e o subtítulo não condizem com o texto.

    5- Pesquise em outros sites de conteúdo

    Duvide! Se você receber uma notícia bombástica que não esteja em outros sites de notícia, não acredite.

    6- Veja se não se trata de site de piadas

    Alguns sites de humor usam da ironia para fazer piada. Cuidado!

    7- Só compartilhe após checar se a informação é correta

    Não compartilhe conteúdo por impulso. Você é responsável pelo o que você compartilha.

    8- Use o Saúde Sem Fake News

    Mande sua uma mensagem duvidosa sobre saúde ao novo canal do Ministério da Saúde. 

    O canal é disponível para tirar as principais dúvidas sobre o assunto
    O canal é disponível para tirar as principais dúvidas sobre o assunto | Foto: Reprodução

    Confira o especial produzido pela Webtv Em Tempo:

    Coronavirus