Fonte: OpenWeather

    Deslizamento de barranco


    Vídeo: igarapé transborda e põe risco de desabamento em casa de idosos

    A casa dos idosos, localizada no bairro Tarumã, na Zona Oeste de Manaus, está ameaçada após o deslizamento de um barranco

    Os moradores temem o deslizamento total do barranco
    Os moradores temem o deslizamento total do barranco | Foto: reprodução

    Manaus - A residência dos aposentados José Lopes de Assis, de 88 anos, e Maria Alves, de 79 anos, ameaça ser levada pela correnteza das águas de um igarapé durante a forte chuva que castiga a cidade de Manaus nesta manhã de segunda-feira (23). Vizinhos temem pelo deslizamento do barranco próximo à residência dos idosos. 

    A casa está localizada na rua Flor de Maracujá, na comunidade Parque Riachuelo, que faz parte integrada ao Tarumã, Zona Oeste da cidade. Além da casa de alvenaria do aposentado, moradores de residências próximas estão temendo pelas outras casas na região, pois, segundo eles, muros ameaçam desabar por conta do nível de água em um igarapé - que passa por trás das casas - juntamente com barranco, que está cedendo e corre risco de deslizamento por cima e residências. 

    Marcos Batalha, neto do casal de aposentados, enviou um vídeo para o Portal Em Tempo mostrando como a forte correnteza do igarapé assusta os moradores do local. Ele informou que entrou em contato com a Defesa Civil do Amazonas e solicitou apoio.

    Veja o vídeo:

    A forte correnteza ameaça casas no bairro | Autor: Reprodução
     

    Em outro vídeo é possível ver moradores utilizando baldes para retirar água do interior das casas. Muitos se arriscam em transitar entre as residências e tentam suspender móveis e eletrodomésticos. Algumas casas são de alvenaria, um material mais resistente à forte chuva, mas também é possível identificar casas de madeira.

    Veja o registro dos moradores:

    Veja o que os moradores estão fazendo na inundação | Autor: Reprodução
     

    "Estávamos dormindo e começamos a ouvir um forte estrondo. Pulamos da cama, quando fomos ver o muro já tinha caído e as outras casas lá em baixo estão sendo levadas pela correnteza. A água está alta. Meu avô está passando mal porque ele é idoso e estamos preocupados, tudo está alagado", disse o morador. 

    A Defesa Civil do Município informou que está atendendo a ocorrência no local e mais detalhes só serão divulgados após a emissão do primeiro balanço oficial do órgão referente ao atendimento das ocorrências registradas na manhã desta segunda-feira.