Fonte: OpenWeather

    Covid-19


    Opiniões divergem sobre a volta às escolas em meio à quarentena no AM

    O governador do Estado do Amazonas sinalizou que, como medida de prevenção, as aulas presenciais continuam suspensas em todo o Estado - contrariando orientação do presidente Jair Bolsonaro

    A suspensão das aulas na rede pública de ensino trouxe aos alunos e professores outras possibilidades de ensino: o online | Foto: Lucas Silva

    Manaus- Após o pronunciamento do presidente da república, Jair Bolsonaro, na última terça-feira (24), discussões foram levantadas. Jair questionou e afirmou que “o grupo de risco é acima de 60 anos, então porque fechar escolas ?”. Com isso, o Portal Em Tempo entrevistou pais e realizou uma pesquisa pelas redes sociais: Vocês se sentem seguros em permitir que os filhos voltem à escola? Não! Foi a resposta unânime de todos que participaram da enquete pela internet.  

    Para a mãe e universitária Leiliane Diniz, a volta das crianças para a escola é uma medida arriscada, porém necessária. Ela, que tem três crianças na rede pública estadual, explica que se houver decreto presencial, infelizmente, os filhos votarão às aulas presenciais na escola. 

    Leiliane Diniz com os filhos e esposo
    Leiliane Diniz com os filhos e esposo | Foto: Divulgação

    “É um risco muito grande, porque sabemos que esse vírus ainda está forte por todo o mundo. Mas se o governo autorizar a volta às aulas, vamos precisar retomar. Tanto as pessoas ao trabalho, como também as crianças à escola, claro que, sempre tomando aquele devido cuidado. Quero evitar que eles sejam prejudicados nos estudos, apesar de que já estão sendo”, avaliou Leiliane. 

    Fernanda Pinheiro, dona de casa e mãe de menino de 8 anos, pensa diferente. Para ela, com uma doença desconhecida a solta, é inadmissível a abertura das escolas.

    “Tenho 37 anos, e o Pietro é tudo na minha vida. Jamais irei deixar ele ir à escola com o coronavírus por aí. Meu filho tem imunidade baixa. Prefiro que ele perca o ano, mas com saúde, do que vá a escola e fique infectado. Não posso viver sem ele. Enquanto isso não passar, é isolamento domiciliar sim”, frisou Fernanda. 

    Aulas

    Por meio do programa "Aulas em Casa", os alunos acompanham as aulas de um canal aberto de televisão e através de um aplicativo, que será baixado para fazer a interação com os professores. A TV Encontro das Águas transmite as aulas para a TV aberta. A TV tem 4 canais, que são: 2.1, 2.2, 2.3 e 2.4, sendo que cada um desses canais está responsável pela transmissão de aulas relativas a determinada série ou ano escolar:

    -Canal  2.2 vai transmitir as aulas do 6°ano pela manhã e do 7°ano pela tarde;

    -Canal 2.3 vai transmitir as aulas do 8°ano pela manhã e do 9°ano pela tarde;

    -Canal 2.4 vai transmitir as aulas do ensino médio.

    Cursos on-line para professores

    O primeiro curso, intitulado “Inova Escola – Projeto de Vida”, disponibiliza 300 vagas e é destinado a professores do 9º ano do Ensino Fundamental e da 1ª à 3ª série do Ensino Médio. O objetivo é estender a perspectiva do professor sobre o tema, subsidiando-o com ideias e caminhos possíveis para trazer planejamentos e direcionamentos que levem os estudantes a construírem e seguirem adiante com seus propósitos pessoais.

    Algumas aulas ocorrem online e outras são exibidas pela TV aberta
    Algumas aulas ocorrem online e outras são exibidas pela TV aberta | Foto: Divulgação

    Já o curso “Grandezas e Medidas” é destinado para professores do 1º ao 8º ano do Ensino Fundamental que trabalham o componente curricular de Matemática, e tem como objetivo oferecer uma série de subsídios para aplicar novas metodologias em sala de aula, explorando os conceitos a partir de situações do cotidiano e integrando-os a outros conceitos matemáticos.

    Inscrições

    As inscrições para participar dos cursos podem ser feitas por meio do link https://bit.ly/2WG4gK8. É necessário que o candidato preencha o formulário com dados pessoais e, em seguida, escolha o curso de seu interesse. Cada educador poderá se inscrever em apenas um curso.

    De três a cinco dias antes do início do curso escolhido, o educador receberá um e-mail com o seu login e senha para acessar a plataforma.

    O início do curso acontece ao meio-dia do dia 27 de abril, devendo o professor acessar o endereço eletrônico https://bit.ly/39mHObK com seu login e senha para iniciar as aulas.

    Posicionamento do governo Amazonas

    Durante a coletiva on-line dessa quarta-feira (25), o governador, Wilson Lima, foi questionado sobre a volta às aulas e declarou “não volto atrás de nenhuma decisão que foi tomada”. Wilson disse que, em primeiro lugar, pensa na saúde da população amazonense.

    Rosemary Pinto, diretora-presidente da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), salientou a orientação para que as pessoas permaneçam em casa. Segundo ela, a experiência de outros países mostra a eficácia do isolamento social como forma de retardar a disseminação do vírus.

    “Mantemos a orientação de permanecer em casa. Só deve sair de casa quem realmente precisa, como pessoas que trabalham em uma atividade essencial, que esteja autorizada. Os outros devem obedecer à orientação de permanecer em casa, principalmente os idosos e crianças. Quem sair de casa para ir ao supermercado ou farmácia, deve ir sozinho, e os outros familiares devem permanecer em casa”, explicou a diretora-presidente.

    Lembrando que a Prefeitura de Manaus e o Governo do Estado do Amazonas já declararam calamidade. O primeiro caso de morte no Estado foi de um homem com 49 anos. 

    Assista abaixo a coletiva on-line: