Vacina


Interior do AM recebe 250 mil doses de vacina contra febre aftosa

Ao todo, 29 municípios receberão a primeira fase da campanha contra a Febre Aftosa no Amazonas

As doses estão sendo encaminhadas para 29 municípios do AM
As doses estão sendo encaminhadas para 29 municípios do AM | Foto: Tácio Melo/Secom

Manaus - O Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam) recebeu 250 mil doses de vacina contra a febre aftosa. As doses estão sendo encaminhadas para 29 municípios que participam da primeira fase da campanha de vacinação contra febre aftosa em 2020. O Governo do Amazonas, por meio da Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf), lançou oficialmente a campanha “Amazonas sem Febre Aftosa”, no dia 14 deste mês, no município de Autazes.

Segundo a Gerência de Produção Animal do Idam, coordenada pelo engenheiro agrônomo Sebastião Mendonça, o Amazonas conta com um rebanho de mais de 1,5 milhão de animais. Em 2019, na primeira etapa da campanha, mais de um milhão de animais foram imunizados contra febre aftosa, o que equivale a 97,22% de todo o rebanho bovino e bubalino amazonense.

“As doses da vacina podem ser adquiridas nos escritórios do Idam ou em casas agropecuárias credenciadas pela Adaf, as quais cobrem integralmente os demais municípios”, informou Mendonça, ao destacar que o Idam apoia a Adaf em localidades onde a agência não conta com estrutura física.

A campanha de vacinação no Amazonas é dividida em duas etapas. Em 41 municípios que compõem as Calhas dos Rios Amazonas e Solimões, serão vacinados bovinos e bubalinos nos períodos de 15 de março a 30 de abril e de 15 de julho a 31 de agosto. Nos demais 21 municípios, nas Calhas dos Rios Negro, Madeira e no sul do Amazonas, o calendário de vacinação ocorre nos meses de maio e novembro.

 campanha prosseguirá normalmente, por ser considerada uma atividade essencial de defesa agropecuária relacionada à sanidade animal e econômica
campanha prosseguirá normalmente, por ser considerada uma atividade essencial de defesa agropecuária relacionada à sanidade animal e econômica | Foto: Tácio Melo/Secom

Vale destacar que o produtor rural é responsável pela vacinação do seu rebanho, devendo adquirir a vacina nas unidades locais do Idam ou em uma revenda cadastrada pela Adaf, dentro do prazo da etapa. Após a etapa de vacinação, o produtor deve declarar seu rebanho vacinado junto à Adaf ou ao Idam.

Considerando a ocorrência mundial do novo coronavírus, o Idam deve seguir todas as recomendações preventivas orientadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e governos federal e estadual. A campanha prosseguirá normalmente, por ser considerada uma atividade essencial de defesa agropecuária relacionada à sanidade animal e econômica.

Alcance

Nesta primeira etapa, o Idam estará atuando nos municípios de Amaturá, Atalaia do Norte, Benjamin Constant, São Paulo de Olivença, Santo Antônio do Içá, Tabatinga, Tonantins, Alvarães, Fonte Boa, Japurá, Jutaí, Maraã, Tefé, Uarini, Anamã, Anori, Beruri, Caapiranga, Coari, Codajás, Borba, Itapiranga, Nova Olinda do Norte, Silves, São Sebastião do Uatumã, Boa Vista do Ramos, Maués, Manaquiri e Careiro.

*Com informações da assessoria