pandemia


Além de Manaus, Novo Airão e Parintins apresentam novos casos de Covid

Com a atualização dos dados, sobe para 11 o número de diagnósticos positivos no interior

Com a atualização dos dados, sobe para 11 o número de diagnósticos positivos no interior | Foto: Divulgação

Manaus - O Amazonas tem 151 pessoas com diagnósticos confirmados do novo coronavírus (Covid-19) nesta segunda-feira (30). Nas últimas 24 horas, foram identificados dois casos de Covid-19 no interior: um em Novo Airão e um em Parintins. Em Manaus, foram mais nove casos diagnosticados.

Com a atualização dos dados, sobe para 11 o número de diagnósticos positivos no interior - Parintins (3), Boca do Acre (1), Santo Antônio do Içá (1), Manacapuru (2), Itacoatiara (2), Anori (1) e Novo Airão (1). Enquanto em Manaus o total de infectados chegou a 140.

Na live transmitida nesta segunda-feira pelas redes sociais do Governo do Amazonas para atualização de informações sobre o novo coronavírus, o secretário de Estado de Saúde, Rodrigo Tobias de Sousa, informou que está em execução um plano para ampliar o total de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Hospital e Pronto-Socorro Delphina Aziz, na zona norte de Manaus, que é a unidade referência para o atendimento de pacientes graves da doença no Amazonas.

Atualmente, o Delphina Aziz tem 50 leitos de UTI disponíveis para pacientes graves de Covid-19. Nesta segunda-feira, dos cinco pacientes internados no hospital, quatro estão em leitos de UTI.

“Pensando na expectativa de ampliação de leitos, estamos recebendo mais dez leitos do Ministério da Saúde. E pensando em uma fase 2 de ampliação desses mesmos leitos, estamos identificando os respiradores mecânicos que temos na rede hoje e transferindo para o Delphina Aziz”, disse o secretário da Secretaria de Estado de Saúde (Susam).

Rodrigo Tobias destacou também que, além dos 50 leitos de UTI, o Delphina Aziz conta com 84 leitos clínicos, que estão disponíveis para pacientes de Covid-19 que precisam de internação, mas que o quadro de saúde não exige cuidados intensivos. 

FTI

O governador Wilson Lima anunciou que, nesta segunda-feira, o Governo do Amazonas começa a liberar para os municípios do interior a primeira parcela do Fundo de Fomento ao Turismo, Infraestrutura, Serviços e Interiorização do Desenvolvimento do Amazonas (FTI) do ano de 2020, no valor de R$ 23 milhões.

Segundo Wilson Lima, a liberação do recurso tem uma prioridade, que é ajudar os municípios a investirem em ações de combate ao novo coronavírus, como contratação de recursos humanos e compra de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).

Curados

Durante a live, a diretora-presidente da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM), Rosemary Costa Pinto, informou que subiu para quatro o número de pessoas consideradas curadas do novo coronavírus. Todos esses pacientes estavam em isolamento domiciliar e completaram os 14 dias de quarentena indicados pelas autoridades.

Questionada sobre o Amazonas ser o Estado da região Norte com o maior número de casos do novo coronavírus, Rosemary Pinto disse que isso pode ser reflexo da qualidade do sistema de vigilância local, que tem identificado casos suspeitos e liberado diagnósticos em tempo oportuno.

“Nós temos uma excelente rede de vigilância epidemiológica, que é muito sensível, que notifica, e com a identificação nós vamos investigar e identificar quem realmente atende definição de caso para fazer coleta de amostras biológicas. Essas amostras são encaminhadas para o Laboratório Central de Saúde Pública do Amazonas (Lacen-AM), que é um excelente laboratório, de referência, e tem agilidade na liberação de resultados. Então, isso, com certeza, deve influenciar nos nossos resultados”, explicou diretora da FVS-AM.

Orientação para ficar em casa

Ao final da transmissão, o secretário de Saúde reforçou o pedido para que a população evite sair de casa, comportamento considerado pelas autoridades de saúde como uma importante forma de conter a transmissão do novo vírus.

“Fazemos coro de que as pessoas de fato fiquem em casa. Estamos lidando com um vírus novo, que é inimigo dos sistemas de saúde no mundo inteiro. Portanto, quanto menor o número de pessoas nas ruas, menor será o número de doentes, e maior será a probabilidade de podermos atender a todas as pessoas que têm Covid-19 e precisam de estrutura e cuidados intensivos”, pediu Rodrigo Tobias.

Pacientes internados

Dos 151 casos confirmados, 22 estão internados. Desse total, 5 estão no Delphina Aziz, e 17 estão em unidades de saúde da rede privada. Até esta segunda-feira, o Amazonas registrou um óbito em decorrência da doença.

*Com informações da assessoria 


Coronavirus