Fonte: OpenWeather

    Projeto


    Após sucesso com EPIs, 'Bora Ajudar' arrecada cestas básicas no AM

    Além das ações de captação e mobilização sendo realizadas em Manaus, o movimento também atua com vendas e distribuição de máscaras reutilizáveis

    A ideia inicial era arrecadar insumos para a produção dos EPIs, mas agora o movimento "Bora Maninho" arrecada cestas básicas
    A ideia inicial era arrecadar insumos para a produção dos EPIs, mas agora o movimento "Bora Maninho" arrecada cestas básicas | Foto: Reprodução

    Manaus - Após o sucesso com a campanha que ajudou na produção e distribuição de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) aos profissionais da área da saúde, o projeto "Bora Ajudar" trabalha com a arrecadação de cestas básicas para entregar aos afetados pela crise econômica em decorrência do coronavírus.

    O projeto, sob o convite "Bora Ajudar Maninho" teve início com os empresários Antônio Júnior e Tiago Silotti, que depois se juntaram à Gerciana Cabral e Marcelo Teixeira para auxiliar na mobilização social. A ideia inicial era arrecadar insumos para a produção dos EPIs.

    "No começo era para tentar reabrir o comércio, mas começamos a perceber que isso não seria possível enquanto a pandemia não estivesse estabilizada, foi então que mudamos o foco para ajudar os profissionais de saúde e, sabendo da carência de EPIs, buscamos a UEA e começamos a captar doações e recursos para eles", afirma Lucas Brucy, representante do movimento.

    Danilo Egle, responsável pelas ações de marketing do "Bora Ajudar", conta que "na primeira arrecadação, foi possível bancar a produção e depois conseguiram com que uma empresa fizesse cerca de 15 mil equipamentos, além de roupas para os profissionais da saúde". Em ação conjunta com a Universidade do Estado do Amazonas (UEA), diversos equipamentos foram disponibilizados tanto na capital, quanto no interior do Amazonas.

    A partir do sucesso nas redes sociais que o movimento "Bora Ajudar" tomou, o foco dos EPIs mudou para a captação de doações para ajudar a comprar cestas básicas para as famílias atingidas pela crise da Covid-19, por meio de uma arrecadação coletiva online, neste site.

    "A ideia foi crescendo e chegamos agora a um novo desafio: ajudar quem nada tem, com o que mais precisam. Então criamos agora a vaquinha online para transformas as doações em cestas básicas e graças à Deus, vários artistas de reconhecimento à nível nacional compraram nossa ideia e estão nos apoiando", afirma Brucy.

    Além das ações de captação e mobilização sendo realizadas em Manaus, o movimento também atua com vendas e distribuição de máscaras reutilizáveis. De acordo com o "Bora Ajudar", parte do dinheiro arrecadado com as vendas será destinado à compra de EPIs e alguns dos equipamentos estão sendo distribuídos para vendedores ambulantes.

    Confira dicas de prevenção ao coronavírus:

    Coronavirus

    >