Fonte: OpenWeather

    Coronavírus


    Governador do Amazonas recebe bombeiros militares da área da saúde

    Os profissionais reforçarão o quadro de contribuintes do hospital Nilton Lins

    Wilson Lima também destacou o trabalho do Governo do Estado para ampliar a capacidade de atendimento do sistema de saúde
    Wilson Lima também destacou o trabalho do Governo do Estado para ampliar a capacidade de atendimento do sistema de saúde | Foto: Divulgação

    Manaus - O governador Wilson Lima acompanhou, na tarde dessa quinta-feira (16), a chegada dos 200 bombeiros militares da área da saúde que irão reforçar o quadro de pessoal do Hospital Nilton Lins, na zona centro-sul de Manaus, que está sendo preparado para ser a unidade de retaguarda para casos graves de Covid-19 no Amazonas. 

    Os profissionais foram aprovados no concurso do Corpo de Bombeiros Militar de 2009 e estão sendo convocados a tempo de contribuírem com a rede de assistência estadual durante a pandemia do novo coronavírus. Nove médicos da corporação também já estão atuando na área de terapia intensiva do Hospital Delphina Aziz, unidade de referência na zona norte de Manaus.

    Ao recepcionar os bombeiros no Hospital Nilton Lins, Wilson Lima destacou a importância deles para que a unidade comece a receber os primeiros pacientes a partir deste fim de semana.

    “Amanhã eles já vão começar a trabalhar aqui com as suas escalas definidas. São homens e mulheres que assumiram o compromisso de salvar a maior quantidade possível de vidas, de se dedicar nesse momento tão difícil, nesse momento de união para que possamos sair desse processo mais fortes ainda e garantir atendimento hospitalar às pessoas que necessitarem da rede pública de saúde”, disse o governador.

    Os profissionais foram aprovados no concurso do Corpo de Bombeiros Militar de 2009
    Os profissionais foram aprovados no concurso do Corpo de Bombeiros Militar de 2009 | Foto: Divulgação

    Wilson Lima também destacou o trabalho do Governo do Estado para ampliar a capacidade de atendimento do sistema de saúde. “Nós estamos trabalhando para colocar equipamentos nas estruturas de saúde e também tem uma parte importante que é o RH. Hoje nós temos um problema muito grande para contratação de pessoal, e esse reforço que nós estamos recebendo desses profissionais (bombeiros militares) vai ser fundamental para que a gente coloque esse hospital em funcionamento”, afirmou.

    Para o terceiro sargento intensivista Claudio Martins da Silva, o momento representa uma verdadeira missão para quem está ingressando no Corpo de Bombeiros.

    “Em primeiro lugar, é a conquista de um sonho, que é a convocação, e em segundo, é um desejo em realizar aquilo que nós propusemos no nosso coração, que é salvar vidas, junto da equipe do governador, do governo. E nós não estamos aqui para levantar bandeira nenhuma, estamos aqui para salvar vidas, primeiro na área da saúde, e em segundo, honrando a farda do Corpo de Bombeiros do Estado do Amazonas”, declarou

    *Com informações da assessoria