Fonte: OpenWeather

    Coronavírus


    Governador descarta intervenção federal na saúde do Estado

    Apesar da decisão, governador prevê dias críticos

    | Autor: Alex Costa/ TV Em Tempo

    Para deputados, a nova secretária de saúde não tem plano de ação para enfrentamento da pandemia no estado
    Para deputados, a nova secretária de saúde não tem plano de ação para enfrentamento da pandemia no estado | Foto: TV Em Tempo

    Amazonas - Familiares clamam por socorro para vítimas da Covid-19. Governo do Amazonas descarta intervenção federal na saúde, mas prevê dias "muito críticos". E para deputados, a nova secretária de saúde não tem plano de ação para enfrentamento da pandemia no estado.

    Colapso no sistema de saúde

    Em um vídeo que circula pelas redes sociais, familiares pedem socorro para uma mulher desmaiada. De porta fechada, o hospital se recusa a receber a paciente.

    Depois de vários minutos de insistência, aparecem dois funcionários paramentados com equipamentos de proteção individual. Não há cadeira de rodas nem maca, a mulher é removida nos braços dos profissionais. Depois do atendimento tardio, a paciente faleceu.

    Hospitais lotados recusam atendimento em Manaus
    Hospitais lotados recusam atendimento em Manaus | Foto: TV Em Tempo

    O hospital de retaguarda do Amazonas foi inaugurado pelo governo do estado há cinco dias, mas não oferece condições para atender a alta demanda de pacientes suspeitos da Covid-19. Em outro vídeo que viralizou na internet, uma técnica de enfermagem chora e pede, de joelhos, ajuda para conseguir um leito para o pai que está com dificuldades para respirar.

    A falta de leitos se estende nos hospitais da rede pública de Manaus. No Platão Araújo, na Zona Leste, o medo de contaminação preocupa quem vai em busca de atendimento.

    Para armazenar os corpos das vítimas do novo coronavírus, caminhões frigoríficos foram instalados em todos os prontos-socorros de Manaus.

    Posicionamento do governo

    Nessa quinta-feira (23), o governador do Amazonas Wilson Lima descartou uma possível intervenção na saúde do Estado. Após conversa com o ministro Luiz Eduardo Ramos, da Secretaria do Governo Federal, o pedido da Assembleia Legislativa havia sido entregue a última quarta-feira (22) pelo líder do Movimento Democrático Brasileiro (MDB) no senado, Eduardo Braga, ao presidente Jair Bolsonaro.

    Em busca de uma solução para conter o avanço da Covid-19 no Amazonas, deputados sabatinaram a nova secretária de saúde Simone Papaiz. A audiência virtual aconteceu na quarta-feira (22) e durou mais de cinco horas.

    Segundo Papaiz, a maioria das mortes assinalam genericamente como causa mortis "insuficiência respiratória", não há menção ao Covid-19. Famílias e profissionais da saúde denunciam um alto índice de subnotificações.

    Além das confirmações de covid-19 na capital, a situação do interior já preocupa. Dos 62 municípios, mais de 30 já registram casos da doença, metade deles com mortes. O pico da pandemia, previsto para maio, já acontece.

    Confira a reportagem da TV Em Tempo:

    | Autor: Alex Costa/ TV Em Tempo
     

    *Texto Web: Marhia Edhuarda Bessa