Fonte: OpenWeather

    solidariedade


    Campanha arrecada PET para fabricar viseiras de proteção

    O objetivo é fabricar o material para ajudar os profissionais da saúde da linha de frente contra o coronavírus.

    Quem tiver interesse em colaborar para o projeto, pode entrar em contato pelo número: (92) 98194-9204 e falar com Thaís.
    Quem tiver interesse em colaborar para o projeto, pode entrar em contato pelo número: (92) 98194-9204 e falar com Thaís. | Foto: Divulgação

    Manaus- Todo mundo tem pelo menos uma garrafa de plástico em casa, que está perambulando pelo imóvel. Se ainda não tem ideia de como descartá-la, fale com a Thaís, Luísa ou Liandra que elas sabem o que fazer. Esse grupo de mulheres cristãs está fazendo coleta de garrafa pet em Manaus. A campanha que começou nas redes sociais essa semana, tem o objetivo de fabricar viseiras e realizar doações para profissionais da saúde.

    Enquanto uma costura, as outras fazem as coletas de materiais. A mentora desse ato de solidariedade é Thaís Diniz, moradora do conjunto Campos Eliseos (Zona Centro-oeste). Casada e mãe, ela congrega na Comunidade Alpha e explicou para o EM TEMPO o que a motivou a ter essa iniciativa.

    “Resolvi fazer as viseiras por vê muitos profissionais da saúde reclamando do Governo por falta de equipamentos de proteção. Notei que as denúncias não estavam tendo resultado. E enquanto isso os profissionais estão se expondo ou deixando de fazer o atendimento adequado por não ter meios para isso. Em consequência, as pessoas estão morrendo e mais gente se infectando”, explicou a Bacharel em Direito.

    Devido a pandemia, o grupo sempre realiza reuniões on-line, para definirem as tarefas, até porque na casa de Thaís, existem pessoas do grupo de risco e todo o cuidado é pouco. Thaís que tem a costura como hobby, fabrica as viseiras com a ajuda do filho. Luísa Nakayama e Izabella Liandra são as responsáveis em coletar os materiais necessários.  

    Thaís tem a costura como hobby
    Thaís tem a costura como hobby | Foto: Divulgação

    “Acho que nesse momento devemos nos unir em prol de salvar vidas. Depois que isso se resolver a gente pode procurar nosso direitos como eleitor e etc”, afirma Thaís.

    Para doar

    O grupo está arrecadando garrafa pet lisa transparente, emborrachado e elástico. Quem tiver interesse em colaborar para o projeto, pode entrar em contato pelo número: (92) 98194-9204 e falar com Thaís. Até agora, foram feitas 80 viseiras, porém a meta da equipe é costurar 200. Segundo ela, ainda não concluíram as viseiras por falta de material. O hospitais que foram escolhidos para receberam as doações são a Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam) e o Hospital e Pronto-Socorro  28 de Agosto.

    Situação da saúde no Estado

    Vale lembrar, que na última segunda-feira (27), cerca de 100 profissionais da saúde protestaram em frente ao hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto (Avenida Mário Ypiranga, bairro Adrianópolis, zona Centro-Sul da capital). De acordo com os servidores, não há Equipamento de Proteção Individual (EPI) para todos os profissionais. Para trabalhar os funcionários precisam improvisar proteções, e muitos estão sendo exposto ao coronavírus.