Fonte: OpenWeather

    Coronavírus


    Ministro da Saúde visita hospitais de atendimento à Covid-19 em Manaus

    Em coletiva on-line, no domingo (3), o ministro reforçou o auxílio ao governo federal do Amazonas para o combate à Covid-19

    Ministro desembarcou em Manaus no domingo (3)
    Ministro desembarcou em Manaus no domingo (3) | Foto: Jorge William/Agência O Globo

    Manaus - O Ministro da Saúde, Nelson Teich, desembarcou em Manaus, no domingo (3),  acompanhado do secretário executivo do MS, general Eduardo Pazuello. Nesta segunda (4), Teich visita os hospitais que estão recebendo os pacientes de coronavírus na capital amazonense. 

    Ele vai no Hospital Delphina Aziz, na Zona Norte, no Hospital de Campanha Municipal, também na Zona Norte, e no Hospital Nilton Lins, na Zona Centro-Sul.

    No domingo, durante coletiva on-line, o ministro reforçou o auxílio ao governo federal do Amazonas para o combate à Covid-19. O pedido foi feito pelo governador Wilson Lima por meio de ofícios e reuniões com a equipe do ministério.

    Ao todo, o Estado receberá o reforço de 267 profissionais de saúde contratados pelo MS, que também encaminhou 244 mil unidades de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), 25 respiradores do tipo invasivo, usados em leitos de UTI, e 20 respiradores de transporte, destinados a cuidados intermediários e transferências hospitalares.

    Para Wilson Lima, o reforço amplia a capacidade de atendimento na rede estadual de saúde. Na semana passada, o governador solicitou inclusive uma reunião em Brasília com o ministro, que decidiu vir a Manaus para acompanhar de perto o esforço que tem sido feito.

    “O Ministério da Saúde tem sido muito sensível à situação do Amazonas, à verdadeira guerra que estamos travando contra o novo coronavírus. Essa ajuda chega em muito boa hora, e o Estado do Amazonas é muito grato pelo reforço que estamos recebendo do ministério”, afirmou o governador, que, na tarde deste domingo, se reúne com o ministro Teich e sua equipe na sede do Governo.

    A articulação de apoio do Governo Federal tem sido permanente, segundo Wilson Lima, e foi reforçada nas últimas semanas com o envio de pedidos formais ao Ministério da Saúde e também em reunião com o ministro Teich e equipe.

    “Nossas principais necessidades são aquelas já apresentadas aqui, sobretudo a questão dos respiradores. Temos tido reuniões constantes com o Ministério da Saúde para podermos avançar nesses itens. Ontem conversei com o general Pazuello, que me falou do plano que está sendo construído para o Amazonas para que possamos combater o coronavírus”, frisou Wilson Lima.

    Casos confirmados 

    O Amazonas registrou mais 621 casos de Covid-19, neste domingo (3), totalizando 6.683 casos confirmados do novo coronavírus no estado, segundo boletim epidemiológico divulgado pela Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM). Também foram confirmados mais 47 óbitos pela doença, elevando para 548 o total de mortes.

    O boletim aponta que 3.888 pessoas com diagnóstico de Covid-19 estão em isolamento social ou domiciliar. De ontem para hoje, mais 131 pessoas se recuperaram da doença e estão fora do período de transmissão do vírus, totalizando, agora, 1.901 recuperados.

    Internações 

    Entre os casos confirmados de Covid-19 no Amazonas, há 346 pacientes internados, sendo 204 em leitos clínicos (62 na rede privada e 142 na rede pública) e 142 em UTI (62 na rede privada e 80 na rede pública).

    Há ainda outros 838 pacientes internados considerados suspeitos e que aguardam a confirmação do diagnóstico. Desses, 647 estão em leitos clínicos (212 na rede privada e 435 na rede pública) e 191 estão em UTI (116 na rede privada e 75 na rede pública).

    Municípios

    Dos 6.683 casos confirmados no Amazonas até este domingo (03/05), 4.072 são de Manaus (60,93%) e 2.611 do interior do estado (39,07%).