Fonte: OpenWeather

    Denúncia


    Alunos denunciam professora de ensino superior por agressão verbal

    Segundo os estudantes, a professora teria dificultado o acesso aos conteúdos e agredido verbalmente a turma. Outros alunos e ex-alunos se pronunciaram a favor da professora.

    Alunos do curso de pedagogia denunciaram a agressão verbal
    Alunos do curso de pedagogia denunciaram a agressão verbal | Foto: reprodução

    Manaus - Alunos do terceiro período do curso de pedagogia na Faculdade Escola Superior Batista do Amazonas-ESBAM, denunciam a professora Sônia Celeste de Souza Lima por agressão verbal por meio de gravações de áudio em um aplicativo de conversas e dificultar acesso aos conteúdos. 

    Segundo a denúncia feita por uma aluna, a professora se demonstrou ríspida e sem educação nas respostas após ser pedida para enviar áudio explicando o conteúdo. 

    No primeiro áudio, a professora se nega a gravar: "Eu não vou gravar porque você já explicou. Eles já estão no terceiro período. Eles não são débil, entendem e interpretem. Não vou mandar áudio, ainda vai ter gente que não vai entender e eu não vou fazer isso", disse.

    Ouça:

    | Autor:
     

    No segundo, explica que não atuará da mesma maneira na aplicação dos conteúdos e provas para a turma: 

    "Outro detalhe, na segunda avaliação do segundo bimestre eu não vou mais fazer desta forma. Nesse primeiro, quem puder aproveitar, aproveite. Vou ter mais cuidado de aplicar a prova do portal. Vocês vão ler e responder, não vai ter explicação. Eu ainda liguei para você, expliquei item por item, o que pode e o que não pode, na dúvida, olha o material. Vocês tem o material e ainda tem aluno com dificuldade? Paciência. Eu não vou dar essa 'canja' não. O sistema é novo, eu reconheço que errei, mas concertei. Assim como vocês estão com dificuldades, nós também tivemos para aplicar a prova. Agora dar a resposta? O aluno tem que ler o material", disse justificando. 

    Ouça:

    | Autor:
     

    Os alunos informaram que foram até a coordenação fazer a denúncia, mas foram orientados a formalizar por meio de documentos escritos. 

    Apoiadores da professora

    Por outro lado, embora haja a denúncia, alunos e ex alunos da professora se posicionaram a favor da mestre e destacaram que ela é rígida, mas que não merece ser denunciada por agressão verbal.

    Dinha Brandão usou as redes sociais para demonstrar apoio à profissional "Ótima professora, só que ela não passa a mão na cabeça de ninguém. Isso incomoda os que não querem estudar, acham que só porque estão pagando tem o direito de passar. Faculdade não é ensino médio, têm que ler bastante, estudar muito. Ela é rígida, mas não mais que o necessário", enfatizou.

    Anaíla Matos também se pronunciou sobre o assunto "Nada nesse áudio é comprometedor. A professora Sônia Celeste é super educada e competente. Foi nossa professora no curso de Letras e também na Pós Graduação. Ótima professora, grande profissional. Não merece isso. Comprometida com a educação e acima de tudo gente boa", afirmou. 

    Jocilea Mota Santos também se demonstrava a favor da mestra em educação "Ela é uma excelente professora e pessoa. Já estudei com ela. E tiro o chapéu para ela toda vez que precisar", finalizou. 

    O Portal Em Tempo entrou em contato com a assessoria de comunicação da Faculdade e até o fechamento desta matéria não houve respostas.