Fonte: OpenWeather

    Fiscalização


    CGE-AM cria comissão para fiscalizar gastos relacionadas à Covid-19

    Governador Wilson Lima ressalta que medida amplia transparência

    | Foto: Divulgação/Secom

    Manaus- Por determinação governador do Amazonas, Wilson Lima, a Controladoria Geral do Estado (CGE), criou a Comissão de Auditoria Especial para avaliar as ações de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus (Covid-19). A medida visa dar mais transparência aos gastos, avaliar resultados e contribuir na definição de diretrizes.

    A comissão foi instituída pela CGE-AM, por meio da Portaria nº 020/2020-GCG/CGE, assinada pelo controlador-geral do Estado, Otávio de Souza Gomes.

    “Frente ao momento crítico que estamos vivendo, mais do que nunca, precisamos conversar e encontrar soluções para enfrentar a fase mais aguda da crise, com condições de responder e atender a população. Por isso, estamos criando uma comissão para a fiscalização de gastos públicos voltados ao combate ao novo coronavírus pelas Unidades Gestoras no Amazonas, em especial a Susam (Secretaria de Estado de Saúde)”, detalhou o governador.

    A Comissão será composta por oito servidores, sob a supervisão da auditoria pela subcontroladora-geral de Controle Interno, Lúcia de Fátima Ribeiro Magalhães.

    “Além de fiscalizar os gastos públicos, a comissão também realizará uma Auditoria Especial para avaliar as ações de enfrentamento e será responsável por orientar os setores envolvidos na prevenção e combate à pandemia. Nós precisamos tranquilizar a sociedade, garantindo que esses recursos sejam empregados corretamente, na forma da lei, em decisões acertadas”, frisou Wilson Lima.

    A Comissão de Auditoria Especial deverá apresentar relatório final em 30 dias úteis, a contar desta segunda-feira (11), podendo ser prorrogado por igual período.

    O principal objetivo é garantir a transparência em todas as decisões e medidas adotadas pelo Governo do Amazonas. “Enquanto a comissão estiver atuando, serão publicados informes periódicos para aumentar a transparência desses gastos públicos. Considero essa uma inciativa importante e indispensável por tudo o que estamos passando. Seguiremos firmes com a proposta de gestão eficiente, austera e com plena transparência da aplicação do dinheiro público em caráter definitivo e permanente”, enfatizou o governador.

    *Com informações da assessoria