Fonte: OpenWeather

    coronavírus


    Interior do Am amplia rede de diagnóstico da Covid-19 com novos teste

    A iniciativa visa acelerar o diagnóstico bem como tratar os pacientes, afinal a FVS-AM já registrou 7.771 casos confirmados em 58 municípios

    Os testes rápidos nos municípios tem colaborado para mapear a quantidade de doentes no município
    Os testes rápidos nos municípios tem colaborado para mapear a quantidade de doentes no município | Foto: Divulgação/FVS

    Manaus- Até esta quinta-feira (14), 58 municípios do interior enfrentam a Covid-19, somando 7.771 casos, representando 45,23% do total no estado. A ampliação da rede de diagnóstico do novo coronavírus (Covid-19) no interior do Amazonas tem refletido no aumento do registro de casos confirmados nos boletins epidemiológicos, da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM). Por isso a importância do resultados rápidos nos municípios. 

    “Ampliamos a rede de diagnóstico. Temos três laboratórios de referência aqui na capital e, associado a isso, o Governo do Estado em parceria com o Ministério da Saúde disponibilizou testes rápidos para o interior. Então facilitou muito a oferta para o diagnóstico. A ampliação da rede de diagnóstico em todo o estado faz com que melhoremos a nossa sensibilidade em relação à captação de casos novos e para entender um pouco mais a dinâmica da transmissão principalmente nos municípios do interior”, explica o diretor técnico da FVS-AM, Cristiano Fernandes.

    O assessor da Sala de Situação da FVS, Daniel Barros, acrescenta que a subida de números de casos confirmados é resultado da oferta de testes rápidos nos municípios, que recebem da Secretaria de Estado de Saúde (Susam) de acordo com o que demandam. “Conforme cada município recebe, observamos o aumento abrupto, pois são realizados testes nos casos suspeitos que já aguardavam pelo exame”, informou Barros.

    Os técnicos da FVS-AM apontam que, embora a capital Manaus tenha apresentado uma sensível redução em indicadores, como internações e óbitos, os registros gerais de Covid-19, no estado, devem avançar influenciados pelos números de casos do interior.

    “Temos a capital Manaus que concentra cerca de 50% da população e a outra parcela da população está distribuída nos 61 municípios do interior. Então é esperado, do ponto de vista epidemiológico, essa onda, o epicentro inicial da doença que aconteceu na capital e que vai se propagar. Ela tem um efeito de borda e principalmente, nos municípios da região metropolitana essa onda vai se propagando”, afirma Cavalcante.

    Apoio de vigilância aos municípios 

    Para os municípios do interior com casos da Covid-19, a Fundação de Vigilância em Saúde presta apoio técnico por meio de orientações, normas técnicas e oferta de diagnósticos no Lacen, Fundação de Medicina Tropical e Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). O apoio no diagnóstico a partir de amostras coletadas no interior e processadas pelos laboratórios de referência possibilita aos municípios ter informações que possam subsidiar tomadas de decisão para conter o avanço do novo coronavírus.

    *Com informações da assessoria