Fonte: OpenWeather

    Homenagem


    PMs homenageiam filha de sargento morto por Covid-19 em Manaus

    Ana Laura recebeu a visita de policiais militares fardados na comemoração de 2 anos de idade. O pai faleceu no dia 7 de maio deste ano, vítima do novo Coronavírus

    A festinha aconteceu na noite de segunda-feira (19)
    A festinha aconteceu na noite de segunda-feira (19) | Foto: Arquivo Pessoal

    Manaus - Com intuito de homenagear o companheiro de farda, o primeiro sargento da Polícia Militar Valnelson Oliveira Moraes, de 47 anos, mais uma vítima fatal do novo coronavírus, policiais militares do efetivo da 15ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) apareceram de surpresa, na noite de segunda-feira (18), na comemoração de dois anos da filha de Valnelson, a pequena Ana Laura, de 2 anos de idade. Fardados, eles homenagearam a honra do amigo, que faleceu na última quinta-feira (7). 

    Para a viúva do sargento Valnelson, Aura Dicarly, a presença dos policiais foi uma grande surpresa para a família.

    "Um deles é meu cunhado, mas ele só perguntou se haveria alguma comemoração. Iria ser só um bolinho para que não passasse em branco devido a tudo que aconteceu, pois temos certeza que o pai dela gostaria que fizéssemos algo. Quando eles chegaram na nossa casa, foi emocionante. Foi uma surpresa a presença de tantos companheiros do meu esposo, que trabalhou por muitos anos na 15ª Cicom. Ele era muito querido pelos colegas", explicou.

    Conforme Aura, a pequena Ana Laura ficou muito feliz com a presença dos policiais militares. "Ela sempre via o pai fardado, então o fato de os policiais militares estarem na festinha fez com que ela ficasse procurando o pai entre os PMs. As irmãs do pai dela choraram bastante no momento. Depois que ela localizou o meu cunhado fez questão de que ele soprasse as velinhas com ela", relatou a viúva.

    O sargento Valnelson deixou a esposa, as filhas Ana Laura de 2 anos e uma menina de 11 anos. O militar estava internado em estado grave no Hospital e Pronto-Socorro Delphina Aziz,  na Zona Norte de Manaus, onde faleceu. Após a morte do policial, a Associação das Praças da Polícia e Bombeiro Militar do Amazonas (APPBMAM) lamentou o falecimento do sargento.

    "Nos solidarizamos e lamentamos imensamente a perda de mais um de nossos irmãos de farda", escreveram por meio de nota. 

    Coronavirus