Animais selvagens


Cobra aproveita isolamento social e passeia pelo Distrito Industrial

A cobra atravessou a avenida Buriti no Distrito Industrial, Zona Leste de Manaus

O trânsito ficou lento no local
O trânsito ficou lento no local | Foto: reprodução

Manaus – Uma cobra sucuri de 2 metros foi flagrada esta semana atravessando a avenida Buriti, Distrito Industrial I, Zona Leste de Manaus. O trânsito na via ficou interditado. A avenida fica próximo a uma área de mata, habitat do animal. A cobra atraiu a atenção dos trabalhadores da região e pedestres que filmavam o momento da travessia. O vídeo foi enviado à reportagem nesta sexta-feira (29).

Veja o vídeo:

| Autor: Reprodução
 

Outros casos

No último dia 24 de maio, outra cobra da mesma espécie foi flagrada na mesma avenida. O animal saiu da área de mata após forte temporal. Os motoristas e pedestres interditaram a avenida até o fim da passagem da cobra pela via. Enquanto isso, filmavam e tiravam fotos.

A cobra sucuri atravessou a avenida Buriti na última semana
A cobra sucuri atravessou a avenida Buriti na última semana | Foto: reprodução

Em janeiro deste ano, desta vez, na avenida Djalma Batista, Zona Centro-Sul, uma cobra sucuri, também conhecida como anaconda, de três metros teve a ajuda de populares para atravessar a rua. No vídeo é possível ver que um homem pega a cobra pela cabeça e pede a ajuda de mais outro motorista que transitava pelo local. Os dois atravessam a avenida e a devolvem para uma área de mata próximo ao local.

O resgate aconteceu na avenida Djalma Batista
O resgate aconteceu na avenida Djalma Batista | Foto: reprodução

Ao contrário da crença popular, estas cobras gigantes não engolem humanos, mas é carnívora. Os roedores, pássaros, ovos e outros animais pequenos são presas fáceis para o réptil. 

De acordo com o Batalhão de Policiamento Ambiental (BPAMB) da Polícia Militar, 340 animais silvestres foram resgatados no perímetro urbano de Manaus entre os meses de janeiro e setembro de 2019. O quantitativo representa um aumento de 92% na comparação com igual período de 2018.