Fonte: OpenWeather

    Iniciação científica


    FCecon divulga resultado do programa de iniciação científica 2020/2021

    Os trabalhos fornecem subsídios para contribuir com práticas assistenciais novas ou mesmo modificar procedimentos existentes

    Utilizou-se como critério de seleção o impacto dos projetos na assistência oncológica
    Utilizou-se como critério de seleção o impacto dos projetos na assistência oncológica | Foto: Luís Mansueto/FCecon

    Manaus - A Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), unidade vinculada à Secretaria de Estado de Saúde (Susam), divulgou, nesta quinta-feira (4), o resultado do processo seletivo do Programa de Apoio à Iniciação Científica (Paic) 2020/2021, do Governo do Amazonas, referente ao Edital nº 01/2020. 

    A lista contempla tanto projetos novos quanto as pesquisas que foram renovadas. No total, foram selecionados 59 estudantes de graduação de Instituições de Ensino Superior (IES), tanto públicas quanto privadas.

     Desse total, 45 estudantes serão contemplados com uma bolsa de iniciação científica disponibilizada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), responsável pelo programa. A distribuição das bolsas segue os critérios definidos pela agência de fomento, considerando a demanda qualificada na seleção e a disponibilidade de bolsas concedidas para o período de agosto de 2020 a julho de 2021.

    Dentre os 59 selecionados, foram renovados 22 da edição 2019/2020. Outros 23 são novos projetos dentro da cota de bolsas, e 14 novos projetos fora da cota de bolsas. As bolsas e o seu valor são estabelecidos pela agência de fomento. Todos os projetos com seus respectivos alunos, orientadores e colaboradores, estão inseridos no Paic/FCecon com as mesmas atribuições e com direito a certificação.

    Conforme Kátia Torres, as pesquisas desenvolvidas na FCecon visam melhorar a qualidade de vida do paciente e dos serviços hospitalares, principalmente em pontos críticos. Os trabalhos, afirma ela, fornecem subsídios para contribuir com práticas assistenciais novas ou mesmo modificar procedimentos existentes.

    *Com informações da assessoria

    Leia mais:

    - ONG que ajuda pacientes com câncer pede ajuda

    -Funcionários que desviaram R$ 1,1 mi da FCecon são presos