Fonte: OpenWeather

    Covid-19


    Repórter é surpreendida ao vivo por testar positivo para Covid-19

    O caso inusitado aconteceu enquanto ela demonstrava como se fazia o teste rápido. Internautas levantaram discussões sobre pessoas assintomáticas no Brasil

     

    | Foto: Reprodução

    Manaus- A repórter de televisão, Kelly Borges foi surpreendida ao fazer um teste rápido da Covid-19 em um link ao vivo. A profissional que atua na emissora Record TV, estava em uma pauta sobre testes rápidos no município Joinville (SC). Durante a cobertura na última segunda-feira (15), o exame confirmou que a repórter está com o novo coronavírus. O caso já foi esclarecido pela emissora e ganhou uma grande repercussão nas redes sociais.

    No momento da matéria, a jornalista declarou, "Não imaginei mesmo". Segundo ela, todos os cuidados foram tomados, e seguiu diariamente as medidas de prevenção à doença. Em um noticiário da emissora, foi divulgado que no momento, Kelly está em isolamento social e domiciliar e está seguindo o tratamento.

    Nas redes sociais, os internautas fizeram comentários como: “O que tem de assintomáticos por ai espalhados e com certeza transmitindo também, não é brincadeira”; “Assintomática, como muitos outros espalhados mundo afora. Melhoras pra ela!”; “Por isso que tinha que haver uma forma de todos fazerem o teste. Devem haver tantas pessoas contaminadas assintomáticas por aí”.

     Susam Amazonas

    | Foto: Reuters/ Ueslei Marcelino

    Vale lembrar, que esta situação pela qual a repórter passou é comum quando se trata deste novo vírus. Algumas pessoas são assintomáticas, são portadoras de uma doença mas não demonstram sintomas. Por isso a importância de manter os cuidados diários no combate ao coronavírus, afinal os estudos sobre o caso são novos.

    A diretora-presidente da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), Rosemary Pinto, sempre alertou sobre as condições pela as quais o vírus pode se apresentar em determinado indivíduo. No início da pandemia, durante as coletivas on-lines para divulgar a situação desta pandemia no Estado do Amazonas, Rosemary já alertava à população sobre o tema.

    “Não podemos subestimar o coronavirus. Estamos lidando com novo vírus, e uma de suas características é que ele (vírus) é mutante. Nosso inimigo é invisível. Devemos sempre usar máscaras e lavar as mãos com água e sabão. Se for necessário sair de casa, o uso de álcool em gel para higienizar as mãos dever ser obrigatório”, explicou Rosemary.

    Casos no Estado

    De acordo com o boletim epidemiológico divulgado na terça-feira (16), pela FVS, são 58.018 casos confirmados no Amazonas. Destes, 23.612 são de Manaus (40,70%) e 34.406 do interior (59,30%).  Na região, já foram registradas 2.550 mortes pelo novo vírus e ainda seguem em investigação, 246 óbitos.  

    Nas últimas 24 horas foram diagnosticados , 1.241 novos casos de Covid-19 e ainda há outros 303 pacientes considerados suspeitos internados e aguardando a confirmação do diagnóstico. No total, 46.894 já estão fora do período de transmissão e são considerados recuperados. 

    Leia Mais

    Cura da Covid-19? dexametasona reduz mortalidade da doença, diz estudo

    FVS divulga mais um crescimento em casos novos de Covid-19 no AM