Fonte: OpenWeather

    Obras


    Governo autoriza retomada das obras de 450 moradias em Tabatinga

    Residencial que leva o mesmo nome da cidade deve beneficiar 1,8 mil pessoas de baixa renda. Iniciativa do MDR também deve gerar cerca de 1,4 mil empregos na região

    As obras são contratadas com recursos do Fundo de Arrendamento Residencial
    As obras são contratadas com recursos do Fundo de Arrendamento Residencial | Foto: Divulgação

    Tabatinga (AM)- O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), autorizou a retomada das obras de construção de 450 moradias em Tabatinga, no Amazonas. O conjunto residencial que leva o mesmo nome da cidade atenderá 1,8 mil pessoas de baixa renda. Com o processo de substituição da empresa e um novo aporte de recursos do Governo Federal, cerca de 1,4 mil postos de trabalho diretos, indiretos e induzidos devem ser gerados.

    As obras são contratadas com recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR) para atender famílias com renda mensal de até R$ 1,8 mil. “As nossas ações não pararam e não podem parar. A retomada da construção dessas moradias demonstra que o governo está preocupado em levar qualidade de vida e dignidade para essas famílias e, ao mesmo tempo, estimular a economia nos municípios. É uma orientação expressa do presidente Jair Bolsonaro”, aponta o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho.

    O Residencial Tabatinga foi contratado em setembro de 2012. No entanto, a partir de julho de 2017, a Caixa Econômica Federal recebeu um grande volume de notificações da justiça trabalhista para o bloqueio de valores nas contas da construtora, que levaram ao atraso nas obras. O contrato foi rescindido em 2018. Atualmente, o empreendimento está com 54% das obras executadas e a uma nova construtora escolhida terá o aporte de aproximadamente R$ 5,4 milhões para finalização.

    Em Suzano, na Região Metropolita de São Paulo, o MDR também autorizou a retomada das obras do Residencial Santa Cecília. No total, serão concluídas 280 unidades habitacionais que devem beneficiar 1,1 mil pessoas. A iniciativa pode gerar mais de 1,2 mil empregos diretos, indiretos e induzidos. A União garantiu um aporte de quase R$ 8 milhões para finalizar o empreendimento.

    Mais investimentos

    Só neste ano, o MDR autorizou a transferência de R$ 950 milhões do Orçamento Geral da União para garantir a execução do programa de habitação popular do Governo Federal. A maior parte dos recursos, R$ 682 milhões, foi destinada à continuidade das obras de 292 mil moradias para atender famílias da Faixa 1, com renda mensal inferior a R$ 1,8 mil.

    Também foram entregues 105 mil residências para beneficiários do programa até o fim de abril. Desse total, 16 mil foram destinadas a famílias que mais precisam. Além disso, mais de 110 mil unidades habitacionais foram contratadas para as Faixas 1,5; 2; e 3. Elas são financiadas com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

    *Com informações da assessoria

    Leia mais:

    Colombiano é ferido durante troca de tiros com policias em Tabatinga

    Tabatinga e São Gabriel da Cachoeira vão receber insumos de saúde

    Azul é cobrada para que retome voos para Tabatinga, no Amazonas