Fonte: OpenWeather

    Benefício


    'Fake News' levam multidão à Seas atrás de cartão do "Apoio Cidadão"

    A Seas identificou que uma nova lista falsa de contemplados está sendo divulgadas em grupos de Whatsapp. Prints sobre as "fake news" já foram enviados para a Polícia Civil, que investigará o caso

    Manauaras tentaram obter informações sobre o benefício social
    Manauaras tentaram obter informações sobre o benefício social | Foto: Divulgação

    Manaus -

    | Autor: Divulgação
     

    Dezenas de manauenses estiveram nos dois últimos dias, na sede da Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas), na avenida Darcy Vargas, no bairro Chapada, na Zona Centro-Sul de Manaus, com intuito de receber o cartão para utilizar benefício emergencial do Programa Apoio Cidadão, criado pelo Governo do Estado para dar assistência à população mais vulnerável durante a pandemia de Covid-19.

    Muitos, tiveram que lidar com a frustração de terem caído em uma "fake news", em que uma lista falsa de novos contemplados circulou em redes sociais. O órgão já tomou ciência do fato e comunicou a Polícia Civil do Estado, que investigará o caso. Outros alegam terem sido beneficiados, mas não saberem que rumo os cartões tomaram, pois não foram entregues pelos correios.

    Completamente revoltados por terem sido enganados, um grupo de pessoas filmou o momento em que funcionários da Seas explicavam a situação da entrega dos cartões que inicialmente foram feitas pelos correios nos endereços dos contemplados e posteriormente poderiam ser retirados até o último o domingo (14) nas agências dos correios. Para alguns deles, segundo Cristimar Moura, uma das pessoas que buscava pelo cartão, funcionários informaram que a lista se tratava de "fake news". 

    "Recebemos uma lista que acreditamos ter vindo dos órgãos competentes. Nela consta meu nome e de vários outros moradores aqui da comunidade Aliança com Deus, no bairro Cidade de Deus, na Zona Norte de Manaus. Não acreditamos que isso seja uma 'fake news', pois já saberíamos. Como que uma pessoa ia fazer uma lista e colocar dados de vários moradores aqui do bairro? Já fomos nas agências dos correios e nos informaram que o cartão havia sido devolvido para a Seas. Estive na quarta-feira (15) e fomos informados que os cartões chegariam pela tarde. Pegaram até nossos dados, mas hoje já falaram que lá não havia cartão algum e que não tinham pegado nossos dados. Queremos respostas para saber se vamos receber ou não esse apoio do governo", argumentou Moura.

    Posicionamento

    Em nota, A Seas informou que a última chamada dos contemplados a partir de dados do Cadastro Único do Governo Federal foi publicada no site da secretaria e amplamente divulgado pela imprensa (TVs, rádios e portais) no dia 5 de junho. Conforme o Artigo 3° do decreto, “caso o beneficiário não realize a retirada do cartão emergencial no prazo de 10 dias corridos a contar da data da divulgação da lista, este perderá direito ao benefício”. 

    A Seas destacou ainda que o pagamento da terceira parcela do programa acontece no mês de junho para quem já recebeu o cartão e esclarece ainda que é "fake news" uma suposta nova lista divulgada em aplicativos de mensagens e redes sociais. Também acrescenta que não há entrega de cartões na sede da Seas. 

    A assessoria jurídica da Seas registrou Boletim de Ocorrência na Delegacia Interativa e também vai entregar prints enviados em grupos na Delegacia Geral da Polícia Civil, para início das investigações contra quem está divulgando notícias falsas que tentam confundir o povo.

    Vídeos gravados pelas pessoas que buscavam atendimento: 

    | Autor: Divulgação
     
    | Autor: Divulgação