Fonte: OpenWeather

    Covid-19


    Após decretar Lockdown, Barreirinha flexibiliza isolamento social

    A cidade volta aos poucos à normalidade, mas com restrições em combate à Covid-19

    A cidade foi uma que aderiu ao Lockdown e começa a flexibilizar medidas
    A cidade foi uma que aderiu ao Lockdown e começa a flexibilizar medidas | Foto: Divulgação

    Barreirinha – O prefeito municipal de Barreirinha, Glenio Seixas, estabeleceu mais 15 dias de isolamento social intensivo e, ao mesmo tempo, a abertura gradual de algumas atividades comerciais e novas medidas restritivas por meio de Decreto Municipal para conter a curva de contaminação do novo Coronavírus, assinado na última quinta-feira (25).

    Barreirinha conta atualmente, de acordo com dados emitidos pela Fundação de Vigilância e Saúde (FVS-AM), com 558 casos confirmados e sete mortes. 

    Confira o Decreto na íntegra:

    De acordo com dados, repassados pelas autoridades de saúde do município, a pandemia em Barreirinha está sendo controlada, que apesar do alto índice de contágio, a taxa de internação chega a 6,6% e de óbitos pouco mais de 1%.

    O Decreto prevê que estabelecimentos comerciais essenciais como açougues, padarias, supermercados e mercearias, e não essenciais, como lojas e outros afins, poderão funcionar com atendimento presencial, de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h. Nos finais de semana, estes locais funcionam de 7h até as 14h. 

    Para o serviço delivery, o horário de serviço deve ser até às 22h. Farmácias e drogarias podem receber pedidos e entregar até as 20h e postos de combustíveis tem o funcionamento prolongado até as 20h.

    Alguns serviços retornam mas com restrições
    Alguns serviços retornam mas com restrições | Foto: reprodução

    Continuam com restrições o transporte intermunicipal via fluvial ou aéreo, a abertura de bares, promoção de shows, eventos e festas, parques de diversões com brinquedos infláveis, além de balneários públicos e privados. 

    O descumprimento das medidas complementares do decreto acarretará na aplicação de multas de até R$ 50 mil para pessoa física e R$ 100 mil para pessoa jurídica e até R$ 500 mil às embarcações e aeronaves que descumprirem as recomendações. 

    Leia mais:

    Número de mortes estagna em cidades que aderiram ao Lockdown 

    Criança com paralisia cerebral vence Covid-19 em Barreirinha, no AM

    Assista ao Web TV News na Web TV Em Tempo:

    Confira dicas de prevenção ao coronavírus:

    Coronavirus

    >