Fonte: OpenWeather

    Pandemia


    Caravana da Esperança promete levar doações em Presidente Figueiredo

    Evento ocorrerá no dia 6 de setembro e promete ser marcado por doações, atendimentos gratuitos e testemunhos de fé. Confira programação!

    Projeto está em sua segunda edição | Foto: Divulgação

    Manaus - Mesmo durante a pandemia do novo coronavírus, não cessaram os atos de solidariedade. Prova disso é o evento Caravana da Esperança, que está previsto para ocorrer no dia 6 de setembro, na comunidade Marcos Freire, em Presidente Figueiredo (distante 128 km de Manaus). A ação, que tem apoio do portal EM TEMPO, promoverá doações de alimentos, brinquedos e roupas e ainda oferecerá atendimento gratuito nas áreas de odontologia, psicologia e serviços de estética. 

    Segundo a organização do evento, cerca de 300 famílias vivem na comunidade Marcos Freire e arredores. O local é acessado pela rodovia AM 240, na estrada do Distrito de Balbina, quilômetro 13. A expectativa é que até mil pessoas sejam atendidas pelo projeto.

    Banner oficial do evento
    Banner oficial do evento | Foto: Divulgação

    Raimundo Cordeiro, um dos organizadores da Caravana da Esperança, explica que a comunidade foi escolhida para receber a ação porque é bastante isolada e ficou muito prejudicada durante a pandemia do novo coronavírus.

    "Fiz uma visita recente ao local e me senti tocado pela realidade que vi ali. Boa parte das famílias viviam do turismo de Presidente Figueiredo, mas com a pandemia essas pessoas ficaram sem trabalho, sem dinheiro e sem o alimento básico para a família", conta ele.

    Raimundo ressalta a importância da solidariedade na pandemia
    Raimundo ressalta a importância da solidariedade na pandemia | Foto: Divulgação

    Cordeiro afirma que o objetivo é entregar cerca de 300 cestas básicas de alimento, brinquedos, calçados e serviços médicos e de estética. Segundo ele, já é a segunda edição da Caravana da Esperança, que ano passado foi um sucesso em números.

    "Em 2019, nós fizemos essa ação na Comunidade Céu Azul, na BR 319, km 137, do Careiro-Castanho. Foi muito bonito, conseguimos doar meia tonelada de alimentos, 1,5 mil roupas, além de calçados e brinquedos. Ao total, ajudamos por volta de 600 pessoas", comenta Cordeiro. 

    Caravana da Esperança atendeu pessoas carentes da comunidade Céu Azul
    Caravana da Esperança atendeu pessoas carentes da comunidade Céu Azul | Foto: Divulgação

    Testemunho de fé

    Na programação estará também Alessandro Valente, que contará um testemunho de vida. Para ele, é importante que sua história seja relatada de pessoa para pessoa, já que assim a fé de todos pode ser fortalecida.

    "Vou contar, com detalhes, como fui de ateu para cristão. Sofri um grave acidente e fui dado como morto pelos médicos, mas enquanto eu estava entre as ferragens, senti alguém segurando a minha mão e essa pessoa era Jesus", conta o Valente.

    Ale Valente espera um dia de valorização da fé e da mão amiga
    Ale Valente espera um dia de valorização da fé e da mão amiga | Foto: Divulgação/WEb TV Esperança

    Em 1995, o carro em que ele estava com amigos foi atingido de frente por um ônibus, em Manaus. O acidente foi tão grave que Valente foi encaminhado para o Hospital Getúlio Vargas e ficou quase irreconhecível. Teve 27 ossos do rosto quebrados, traumatismo craniano e exposição de massa encefálica. Ele promete maiores detalhes de seu testemunho de vida para o dia do evento.

    "Convido a todos que puderem participar da Caravana da Esperança. Estaremos com todas essas atividades e poderemos exercitar nossa solidariedade e ainda fortalecer a nossa fé", afirma Valente.

    Cuidados com coronavírus

    Embora a Caravana da Esperança esteja marcada para setembro, os organizadores garantem estarem atentos à pandemia. Segundo eles, caso os números de infectados aumente até a data do evento, um possível adiamento do projeto não será descartado.

    "E em relação aos cuidados, sim, estamos providenciando medidas de prevenção para que as pessoas sejam atendidas com segurança e responsabilidade. Uma parceria com a Secretaria de Saúde vai nos permitir fornecer álcool em gel e máscaras para os presentes", afirma Raimundo Cordeiro.

    Ele diz ainda que a equipe da Caravana está em contato direto com especialistas da saúde e marcou o evento para setembro, porque, segundo epidemiologistas, esta data será quando o coronavírus terá mais chande de já ter sido controlado.

    Apoio e organização

    A Ação Solidária Mão Amiga é realizada pelo Instituto Social Amigos do Amazonas (Isaama), Web Rádio Esperança Alvorada, e empresa Sanatus, de produtos naturais. O apoio é do Centro Educacional Recanto do Senhor, CS Stúdio, Portal Em tempo, Portal Marcelo Augusto e Portal do Generoso.

    Caso queira doar alimentos, roupas, calçados ou brinquedos, entre em contato com o número (92) 9177-5736 (falar com Raimundo Cordeiro).

    Leia Mais

    FAS apoia costureiras do Amazonas impactadas pela Covid-19

    Catadores de recicláveis recebem kits de higiene da Manaus Lixo Zero

    UEA doa mais de 1,8 mil EPIs para profissionais de saúde