Fonte: OpenWeather

    VEJA VÍDEO


    VÍDEO: homem grava a própria morte em acidente de carro na AM-070

    Na gravação, a vítima aparece correndo a mais de 128 km/h. Segundos depois, ele se choca com uma árvore

    | Foto: Divulgação

    Manaus - Um jovem de 25 anos filmou a própria morte na noite deste sábado (4), na Rodovia Manoel Urbano (AM-070), no Iranduba. No vídeo, Julio Oliveira Sampaio aparece com o carro a mais de 100 km/h e, ao seu lado, outro veículo também em alta velocidade. A gravação, que estava em seu celular, deixa indícios de que os dois estariam realizando um racha. Segundos depois, o jovem bateu contra uma árvore e morreu ainda no local.

    Julio dirigia um Honda Civic de placa IXI 6634 por volta das 23h19, quando sofreu o acidente. No vídeo em que gravou, ele aparece correndo a 70 km/h na estrada de iluminação baixa e com o celular na mão.

    O vídeo dura 25 segundos e já começa com a visão de um carro ao lado do veículo de Julio, indicando que os dois provavelmente realizavam um desafio de corrida. Primeiro ambos começam empatados, até que aos 10 segundos o veículo rival avança o de Julio. Para não ficar para trás, o jovem acelera ainda mais e chega até os 128 km/h.

    Logo em seguida, o veículo adversário avança uma última vez e corta o de Julio, empurrando-o para a esquerda. Nesse momento é possível ouvir o barulho de um pneu. Seu carro se chocou contra uma árvore, lhe tirando a vida, e seu rival seguiu a estrada normalmente.

    Assista ao vídeo:

    | Autor: Divulgação
     


    Corpo presos às ferragens

    De acordo com os bombeiros, a colisão ocorreu por volta das 23h19, e a batida foi forte o suficiente para entortar boa parte do carro. Para resgatar o corpo da vítima, os paramédicos precisaram serrar a estrutura do veículo e realizar um rebatimento do teto. As pernas do homem haviam ficado presas debaixo do painel do Honda Civic.

    Homem ficou presos às ferragens
    Homem ficou presos às ferragens | Foto: Divulgação

    "A vítima encontrava-se sem presença de sinais vitais. Além disso, aparentava ter tido traumatismo cranioencefálico e podia-se ouvir sinais de crepitação óssea no pescoço [ossos quebrados]", informou à Polícia Militar, via comunicado à imprensa.

    Depois de ter sido retirado das ferragens, o homem recebeu um colar cervical e KED, uma estrutura com aparência similar a uma armadura e que serve para proteger o corpo de vítimas de acidentes de trânsito.

    Aparelhado, o corpo do jovem foi enviado para o Serviço de Pronto Atendimento (SPA) Joventina Dias para constatação do óbito, que precisa ser feita por um médico.