Fonte: OpenWeather

    projeto de expansão


    Nova termelétrica dobra capacidade energética em Eirunepé

    Projeto está 90% concluído, segundo a responsável pela implantação e transmissão de energia da unidade no município

    Prefeito Raylan Barroso disse que capacidade de fornecimento vai aumentar para 8MW | Foto: Divulgação

    Manaus - A nova usina termelétrica de Eirunepé entrou em operação na tarde deste domingo, 5 de julho, aumentando a capacidade de fornecimento de energia da cidade de 5 para 10 MW. De acordo com a empresa Aggreko, responsável pela implantação e transmissão de energia da unidade, o Projeto Produtor Independente de Energia (PIE) está 90% concluído, restando apenas acabamentos da parte civil, o que não impede o funcionamento da estação. 

    O projeto de expansão da linha de transmissão interliga a estação antiga à nova. Toda a estrutura da inserção elétrica da Eletrobras na rede, proporcionará maior confiabilidade ao sistema de abastecimento de energia elétrica no município, e também no atendimento às exigências nas horas de pico.

    Nova linha de transmissão vai garantir confiabilidade no sistema de abastecimento
    Nova linha de transmissão vai garantir confiabilidade no sistema de abastecimento | Foto: Divulgação

    Para o prefeito Raylan Barroso, a instalação vai garantir que a necessidade energética seja atendida mesmo com o crescimento exponencial da cidade. “A nova usina vai aumentar a capacidade de fornecimento para 8MW, isso quer dizer que se a população tender a crescer, assim como já está acontecendo, teremos capacidade para atender a essa demanda”, explicou. 

    As tratativas para a implementação da nova usina foram anunciadas oficialmente em 2018 em uma audiência pública na Câmara Municipal de Eirunepé, com a presença do prefeito Raylan Barroso, do deputado federal Sidney Leite, deputado estadual Josué Neto, vereadores, o diretor da Eletrobras, Radyr Gomes e representantes da empresa. 

    Para Raylan, a nova usina significa um grande passo para o desenvolvimento do município. “Nossa atual usina opera em 4 a 5 MW, a nova usina tem o dobro da produção e capacidade podendo chegar a 10MW. Fizemos muito esforço por sabermos do problema que é não ter energia em casa. Houve um tempo em de duas em duas horas os eirunepeenses ficavam sem eletricidade, isso sem falar dos prejuízos para comércios e empresas. Isso agora vai mudar com certeza”, finalizou.


    *Com informações da assessoria