Covid-19


Governo do AM define retorno de servidores do grupos de risco

Retorno, estabelecido para 20 de julho, acontece após modificação de decreto

Um decreto do Governo do Amazonas, divulgado nesta terça-feira (7), define para o dia 20 de julho o retorno dos servidores públicos que integram o grupo de risco para contaminação da Covid-19. Publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) no dia 3 de julho, o decreto nº 42.460 inclui pessoas com mais de 60 anos e portadores de doenças crônicas, como diabetes, hipertensão e asma

Na segunda-feira (6), o Governo já havia iniciado o quarto ciclo de reabertura gradual do comércio e atividades não essenciais na capital. Além da autorização para funcionamento de creches, escolas e universidades da rede privada, o Governo incluiu ainda a abertura de bares, ampliou horário em academias de ginástica e definiu datas para retorno do futebol estadual. 

A definição sobre o retorno dos servidores acontece após a modificação do decreto nº 42.230, publicado no DOE em maio. Apesar da alteração, o artigo 7 do novo texto ressalta que o retorno do servidor poderá acontecer somente se não "houver recomendação médica em contrário". 

Números

Segundo o boletim epidemiológico consolidado divulgado pela Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), 413 casos de Covid-19 foram diagnosticados nesta segunda-feira (6) e oito mortes foram registradas nas últimas 24h. Entre os casos, 11 foram confirmados por exame de biologia molecular RT-PCR e 399 por meio de testes rápidos. 

Com isso, o Amazonas contabiliza 76.427 casos. 

*Com informações da assessoria

Leia Mais

Oito pessoas morreram de Covid-19 no AM nas últimas 24 horas

Governo do Amazonas autoriza quarto ciclo de reabertura de atividades

Bares e flutuantes retomam atividades comerciais em Manaus