Fonte: OpenWeather

    Arthur Virgílio


    Arthur Neto diz que ‘o pior já passou’ e faz alerta sobre Covid-19

    O prefeito de Manaus foi transferido para o hospital de São Paulo, na segunda feira dia 6, e alertou para a gravidade da doença


    Manaus - O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, em um vídeo publicado em suas redes sociais, disse que “o pior já passou”, referindo-se à recuperação contra a Covid-19. Ele e a primeira-dama, Elisabeth Valeiko Ribeiro, testaram positivo para doença provocada pelo novo coronavírus no último dia 29 deste mês.

    A gravação foi feita direto do hospital paulista Sírio Libanês, onde o prefeito realiza check-up e conclui o tratamento da Covid-19.

    O prefeito de Manaus também advertiu a população sobre os cuidados com a doença. “Ninguém brinque com a Covid-19. É uma doença traiçoeira, imprevisível e que precisa ser melhor estudada para ser melhor enfrentada”, alertou.

    Após uma semana internado no hospital Adventista de Manaus, Arthur optou em ser transferido para São Paulo na segunda-feira, 6, para por em dia exame de acompanhamento da cirurgia de câncer prostático, realizada há alguns anos.

    O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, em um vídeo publicado em suas redes sociais, disse que “o pior já passou”, referindo-se à recuperação contra a Covid-19
    O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, em um vídeo publicado em suas redes sociais, disse que “o pior já passou”, referindo-se à recuperação contra a Covid-19 | Foto: Divulgação / Semcom

    Conforme boletim médico divulgado pelo hospital Sírio Libanês na tarde da terça-feira, 7/7, o prefeito de Manaus “se encontra bem, internado na unidade de terapia semi-intensiva, respirando com auxílio de um cateter de oxigênio. Estão previstos exames gerais realizados periodicamente e, até o momento, não há previsão de alta”.

    Leia mais:

    Arthur Virgílio está respirando com auxílio de um cateter de oxigênio

    Presente em todo o AM, Covid-19 tem mais 2.470 novos infectados

    Diagnosticado com Covid-19, Arthur Neto é transferido para São Paulo