Fonte: OpenWeather

    Doações


    Trabalhadores da cultura recebem quase 40 toneladas de alimentos no AM

    Distribuição será realizada com base no mapeamento feito pela Secretaria de Cultura

    | Foto: Michael Dantas

    Manaus - Cerca de 40 toneladas de cestas básicas serão distribuídas para artistas, técnicos e trabalhadores da cadeia produtiva da cultura cadastrados no mapeamento realizado pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa.

    Os alimentos foram doados pela Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), em parceria com o banco Bradesco, e pela Ação Social Integrada do Polo Industrial de Manaus.

    A Sejusc entregou cerca de 2 mil cestas para a secretaria em julho e, neste sábado (11), mais 4 toneladas foram entregues pela Ação Social Integrada do Polo Industrial de Manaus, que é representada pelo Centro de Indústrias do Estado do Amazonas (Cieam); a Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam); Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos (Eletros); e Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo).

    “Fizemos um pedido e fomos prontamente atendidos pela Ação Social Integrada, que nos entregou mais 4 toneladas que certamente vão nos auxiliar. Com isso, temos 3 mil cestas, representando quase 40 toneladas de alimentos que serão distribuídos com base em nosso mapeamento da cadeia produtiva da cultura. São artistas, técnicos, produtores e demais profissionais que foram prejudicados durante a pandemia e que precisam de ajuda”, declarou o secretário de Cultura e Economia Criativa, Marcos Apolo Muniz. 

    O coordenador da Ação Social Integrada do PIM, Hamzah Nasser, destacou que mais de 60 instituições já foram apoiadas pela iniciativa, com um balanço de 200 toneladas de doações distribuídas dentro do PIM e em Manaus, além de outros estados da região Norte.

    “Estivemos em contato com diversas instituições, e uma delas é a Secretaria de Cultura, que está mobilizada em dar suporte a estes profissionais que tiveram uma parada total de seus trabalhos durante a pandemia. A ideia é que a indústria possa continuar ajudando as comunidades mais vulneráveis até que alcancemos um processo de normalidade. Nossas doações não se limitam apenas a alimentos, mas também a equipamentos de segurança, máscaras e produtos de limpeza”, afirmou Nasser.

    Ainda segundo o secretário Marcos Apolo, na próxima a semana a Secretaria de Cultura e Economia Criativa planejará a logística para começar a distribuição das cestas. “Vamos coordenar para que possamos atender quem realmente precisa e para que façamos a entrega o mais rápido possível”, destacou.

    Doações 

    No total, a Secretaria de Cultura e Economia Criativa já realizou a entrega de 622 cestas básicas, além de 110 kits com peixes, frutas, legumes e verduras.

    Além de doações individuais, as empresas Braga Veículos, Dantas Transportes, Bemol, LG e a Escola de Samba Mocidade Independente de Aparecida também contribuíram com a distribuição de cestas durante o período da pandemia causada pelo novo coronavírus.

    Doações ainda podem ser feitas no Teatro Amazonas. As entregas podem ser feitas de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, no sistema de drive-thru (entrega das doações sem que seja preciso sair do carro) para minimizar o contato com os doadores.

    Mapeamento

    Para identificar o perfil e a situação dos artistas, produtores culturais, técnicos e demais profissionais criativos do estado diante das medidas de combate ao novo coronavírus (Covid-19), foi realizado um mapeamento, a fim de traçar o cenário atual da cadeia produtiva e nortear as ações emergenciais no período de isolamento social.

    A classe artística também tem disponíveis serviços como informações sobre medidas de prevenção e combate ao novo coronavírus; esclarecimentos sobre a Lei Aldir Blanc, cadastro no mapeamento dos artistas e encaminhamentos para profissionais, como assistentes sociais, psicólogos e programas sociais.

    A linha direta com a Secretaria de Cultura e Economia Criativa funciona diariamente, das 8h às 20h, por meio dos telefones (92) 3232-5555 e 99177-6442 (WhatsApp), e do e-mail [email protected]

    Leia mais:

    Lei Aldir Blanc traz esperança para artistas amazonenses

    Governo publica MP que libera R$ 3 bilhões para o setor cultural

    Artistas de Parintins fazem cadastro para receber auxílio financeiro

    *Com informações da assessoria