Fonte: OpenWeather

    Adaf


    Defesa vegetal no AM ganha força com integração de aprovados da Adaf

    Parintins, Boca do Acre, Humaitá, Apuí, Rio Preto da Eva e Presidente Figueiredo passam a contar com os engenheiros agrônomos

    Os novos servidores contratados permitem a defesa vegetal no AM
    Os novos servidores contratados permitem a defesa vegetal no AM | Foto: Divulgação/Adaf

    Manaus - As ações de defesa vegetal  do Governo do Amazonas foram reforçadas com a integração dos engenheiros agrônomos aprovados no concurso público da Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Amazonas (Adaf). 

    Os municípios de Parintins, Boca do Acre, Humaitá, Apuí, Rio Preto da Eva e Presidente Figueiredo passam a contar com engenheiros agrônomos que vão atuar como fiscais agropecuários fixos no interior a partir deste mês. São oito novos fiscais que vão cuidar da defesa vegetal, tanto no cadastro ou fiscalização de agrotóxicos quanto no serviço  de vigilância  fitossanitária.

    “Com os novos servidores da Adaf, a defesa sanitária vegetal se fortalece com engenheiros agrônomos e fiscais técnicos em agropecuária que atuarão em municípios estratégicos, com vocação agrícola, e nos Postos de Fiscalização Agropecuária. Essa atuação visa a identificação, monitoramento, delimitação de pragas quarentenárias e de importância econômica, e no cadastro e fiscalização de revendas de agrotóxicos, contribuindo para a preservação do patrimônio agropecuário e resguardo da saúde pública”, destacou o diretor-presidente da Adaf, Alexandre Araújo.

    Até então, a fiscalização no interior era feita por fiscais de Manaus que se deslocavam ao interior periodicamente. A presença dos fiscais em cada unidade no interior aproxima a Adaf dos produtores rurais e dos estabelecimentos que comercializam itens agropecuários, além de reforçar a atuação da agência na garantia da preservação do patrimônio vegetal do estado.

    *Com informações da assessoria

    Leia mais:

    Cadastro de veterinários contra brucelose é prorrogada

    Atualização cadastral de animais encerrou dia 30 de junho

    Amazonas avança no melhoramento genético do rebanho