Fonte: OpenWeather

    Nota de pesar


    Câmara Municipal lamenta morte de jornalista em Manaus

    José Antônio dos Santos Rodrigues, de 67 anos, morreu depois de ser atropelado

    Jornalista José Antônio Rodrigues morreu após ser atropelado
    Jornalista José Antônio Rodrigues morreu após ser atropelado | Foto: Divulgação/CMM

    Manaus - A Câmara Municipal de Manaus (CMM) divulgou uma nota de pesar neste sábado (1º), após a morte do jornalista e funcionário da CMM, José Antônio dos Santos Rodrigues, de 67 anos. Ele morreu depois de ser atropelado em na Avenida Djalma Batista, bairro Chapada, Zona Centro-Sul da capital, na tarde deste sábado (1º). 

    Natural do Paraná, Antônio Rodrigues chegou em Manaus em 1983 e, desde 1985 trabalha na Câmara Municipal. Ele era casado com a senhora Maria Edith Araújo Rodrigues e teve duas filhas, Natasha e Natália. O jornalista também era avô de dois garotos, de 5 e 10 anos. 

    Na nota, o presidente da Câmara - Joelson Silva (Patriota) - afirmou que o ex-funcionário não será "esquecido".

    "Estamos muito triste com essa notícia. Rodrigues era daqueles funcionários que ninguém esquece. Sempre com um sorriso no rosto, profissional dedicado e querido. Vai fazer muita falta”, comentou. 

    “Vou sentir muita falta dele. Era um ser humano ímpar. Gentil, educado, cativante e excelente jornalista. Trabalhamos juntos há muitos anos”, contou o fotógrafo Robervaldo Rocha.

    Nas redes sociais, funcionários da CMM e jornalistas de diversos veículos de comunicação manifestaram sentimentos de pesar e solidariedade à família de Rodrigues.

    O corpo do jornalista está sendo velado no Memorial da Câmara Municipal de Manaus - com acesso limitado de pessoas - respeitando o distanciamento de pelo menos dois metros entre elas, assim como uso de máscara e álcool em gel. 

    *Com informações da assessoria

    Leia Mais

    Mulher morre após carro bater em lixeira de concreto no Amazonas