Segurança Pública


'Só voltem com respostas', ordena Wilson Lima sobre PMs mortos no AM

Wilson Lima ordenou que o efetivo, enviado ao município, volte com respostas sobre a morte dos policiais mortos durante confronto com traficantes em Nova Olinda

A declaração foi feita durante a iniguração da Base Arpão no Iranduba
A declaração foi feita durante a iniguração da Base Arpão no Iranduba | Foto: Bruna Oliveira

Manaus – O governador do Estado do Amazonas, Wilson Lima, declarou que enviou o coronel Ayrton Norte ao município de Nova Olinda do Norte, onde dois policiais foram mortos, com a determinação: “Só voltem a Manaus com uma reposta efetiva sobre o que aconteceu”. 

A declaração foi feita, na manhã desta terça-feira (4), durante a inauguração da base Arpão, a primeira base fluvial da Amazônia Legal no âmbito da Operação Hórus.

O ataque ocorreu, na segunda-feira (3), durante uma ação rio Abacaxi. Dois policiais morreram e outros dois ficaram feridos. 

Wilson Lima estava emocionado quando comentou sobre a morte dos policiais. "Cumpriram de forma honrosa e aguerrida. Lamentamos o que aconteceu. Daremos uma resposta dura sobre esse crime contra os nossos policiais do Amazonas", disse de forma enfática. 

A base Arpão, segundo ele, contribuirá efetivamente contra o tráfico nos rios amazônicos com ações de piratas e em combate à criminalidade no âmbito internacional.

“A gente acompanha a dificuldade que é fazer segurança pública. Cerca de 80% dos crimes que acontecem estão relacionadas ao tráfico de drogas”, disse. 

Nota

A Associação das Praças da Polícia e Bombeiro Militar do Amazonas (Appbmam) emitiu nota de pesar pela morte dos policiais militares.

"Esta entidade expressa suas condolências à família e amigos neste momento de dor e lamenta a perda de mais um irmão de farda, exigimos que medidas sejam tomadas pelas autoridades policiais e o sistema judiciário, que se faça justiça". 

Leia mais:

PMs são mortos em confronto com traficantes no interior do AM

Associação lamenta mortes de policiais em operação

Reforço policiai é enviado para Nova Olinda do Norte após mortes de PMs