Fonte: OpenWeather

    Erradicação da Pobreza


    FPS aprova incentivo a 51 propostas de projetos sociais no AM

    R$ 6 milhões serão empregados nos projetos ao longo do ano

    Governador do Amazonas abriu reunião da FPS
    Governador do Amazonas abriu reunião da FPS | Foto: Divulgação/Secom

    Manaus - O Conselho Deliberativo do Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS) aprovou 51 projetos classificados no Edital nº 001/2019, que destinará mais de R$ 6 milhões ao fomento de projetos sociais no Amazonas. O valor será aplicado em 13 municípios ao longo do ano. As aprovações ocorreram nesta quarta-feira (5) durante uma reunião, que foi aberta pelo governador do Amazonas, Wilson Lima. 

    Ele destacou o desempenho do Fundo na assistência à população mais necessitada, em especial durante o período de pandemia no estado, contribuindo com a assistência prestada pelas secretarias de Assistência Social (Seas) e de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) e pela Agência de Desenvolvimento Sustentável (ADS).

    "O Fundo tem um papel fundamental, junto com a Seas, Sejusc e também com a ADS, no momento de atendimento às populações em condição de vulnerabilidade, sobretudo na questão de segurança alimentar. Isso foi fundamental porque, com a pandemia, aquelas pessoas que mais necessitam acabam sendo as mais prejudicadas nesse momento em razão da diminuição das atividades econômicas”, disse. 

    Lima ressaltou a importância da atuação do Fundo no fortalecimento de ações sociais no interior do estado. 

    Ações prioritárias

    A vice-presidente do FPS, Kathelen dos Santos, presidiu a reunião do Conselho Deliberativo, composto por 17 membros, entre representantes de órgãos e entidades do Poder Executivo e da sociedade civil. 

    “A reunião referente ao Edital nº 001/2019 já deveria ter ocorrido no início do ano, mas com a pandemia da Covid-19 tivemos que adiar. São mais de R$ 6 milhões que serão aplicados no terceiro setor em 13 municípios do Amazonas, ampliando as ações prioritárias do Governo do Estado”, comentou.

    Passaram por análise 51 propostas, classificadas entre as 81 recebidas durante o certame. O Conselho Deliberativo é quem analisa e aprova os projetos das Organizações da Sociedade Civil (OSCs) que promovem inclusão social e produtiva de pessoas e famílias em situação de vulnerabilidade social e econômica.

    *Com informações da assessoria

    Leia mais: 

    Famílias da zona oeste de Manaus são beneficiadas com doações